Olhar Direto

Sexta-feira, 23 de junho de 2017

Notícias

Na TV, Serra admite boa economia, mas acusa PT de corrupção

Terra

21 Set 2010 - 21:30

O candidato do PSDB à presidência da República, José Serra, voltou a lembrar no programa eleitoral na tarde desta terça-feira (21) os escândalos de quebra de sigilo na Receita Federal e de tráfico de influência envolvendo Erenice Guerra, ex-ministra da Casa Civil e sucessora da presidenciável petista Dilma Rousseff no cargo.

O tucano chegou a elogiar o desenvolvimento econômico do País, mas colocou a honestidade e o comportamento ético na política em primeiro lugar, criticando a relação do governo federal e de Dilma com as novas denúncias de corrupção.

"Mais uma vez, você está vendo escândalos envolvendo o governo federal e de novo a Casa Civil. Mais uma vez é aquela história do não vi nada, não sei de nada, não é comigo, é invenção da imprensa. Eu fico pensando: qual o Brasil que queremos deixar para os nossos filhos?", disse Serra.

"A economia melhorou, os bens materiais são importantes sem dúvida nenhuma, mas o caráter, a honestidade, o comportamento ético estão acima de tudo. E se isso vale para as pessoas, vale muito mais para o País. E é isso que está em jogo nesta eleição O Brasil que eu defendo é o Brasil honesto, é o Brasil do bem", concluiu o candidato.

O programa de Serra reafirmou o compromisso de aumentar para R$ 600 o salário mínimo, citou o trabalho do presidenciável o na criação do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e voltou a falar em reajuste de 10% nas aposentadorias do INSS.

Dilma
A candidata à presidência da República pelo PT, Dilma Rousseff, voltou a falar sobre números da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), no programa eleitoral desta terça-feira (21). Segundo Dilma, "28 milhões de pessoas saíram da pobreza" e, atualmente, 93% dos brasileiros possuem geladeira em suas residências. A propaganda eleitoral ainda apresentou outro resultado que comprova o aumento de poder do consumo no País: "34% das casas têm computador".

Durante a propaganda, o horário petista divulgou dados sobre o PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento). Segundo Dilma, a meta é avançar e investir, para 2011, em moradia, parques eólicos, educação e modernizar as rodovias e portos.

Marina
A outra candidata à presidência da República pelo Partido Verde (PV), Marina Silva, citou sua trajetória como vereadora, senadora e ministra. A presidenciável comentou sobre uma ação contra o desmatamento, que resultou no fechamento de mais de 1,5 mil negócios ilegais e 700 presos por cometerem crimes ambientais.
Sitevip Internet