Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

Artigos

O Natal move bilhões de famílias pelo planeta!

Autor: Marne Prates

23 Dez 2014 - 16:01

Basta olhar para a cidade com calma para ver que o comércio está mais aquecido e decorado. Pelas ruas, as pessoas buscam pelo presente ideal. O Natal move bilhões de famílias pelo planeta. A prática de compartilhar presentes, simbólicos ou não, faz com que o comércio amplie sua jornada de trabalho, e com que mais profissionais sejam chamados à ativa. Enquanto a maioria de nós diminui o ritmo para ver o ano-novo chegar, comerciantes, vendedores, lojistas, varejistas aceleram rumo a mais vendas.

Neste ano, os dados apontam para crescimento nas vendas do comércio. Pesquisa realizada em todo o País pela Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ) e pelo Instituto Ipsos aponta que 53,6% dos brasileiros têm a intenção de presentear alguém neste Natal. A tradição fala mais alto.

A estimativa é de que 77,6 milhões de brasileiros procurem o comércio com o intuito de comprar presentes, o que pode significar a injeção de cerca de R$ 22,6 bilhões no varejo nacional. O mercado trabalha com um gasto médio por pessoa de R$ 290,61. A compra feita com dinheiro, à vista, é a forma preferida por 86,2% dos brasileiros.

A tendência nacional verifica-se na grande Cuiabá. A estimativa da Câmara de Dirigentes Lojistas da capital (CDL Cuiabá) é de que as vendas na cidade e em Várzea Grande aumentem neste Natal, se comparadas com o mesmo período de 2013. Com apoio do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), a entidade aponta que entre os itens mais desejados estão roupas e confecção (77%), calçados (50%) e itens cosméticos como perfumes (45%).

Para dar vazão à busca pelo presente ideal para cada um, o varejo opera com horário estendido. Em todo o estado, aproximadamente 3 mil vagas de emprego temporário foram abertas para atender as demandas da população. Desse total, o mercado estima que 30% sejam efetivados no quadro regular de profissionais.

A tendência é de que em 2015 o Natal volte a brilhar com mais intensidade. Em escala federal, a política econômica já sinalizada pelo novo Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, aponta para o incentivo à produção pesada – indústria e infraestrutura, tradicionalmente setores que geram renda e empregos – como alternativa para fomentar o crescimento econômico nacional. O enxugamento de gastos é outra linha de ação que fará bem ao País.

Localmente, vemos um volume considerável de investimentos privados em segmentos da economia que vão de hotelaria a habitação, passando por comércio, serviços, infraestrutura e turismo. Em outras palavras: geração de receitas, aumento na arrecadação pública, novos empregos, mercado pujante.

É nesse cenário que projetamos a chegada do nosso Várzea Grande Shopping, que será o primeiro empreendimento multiuso de Mato Grosso. Além do centro de compras, teremos hotel e um centro de convenções, além de uma série de serviços. Com inauguração agendada para outubro, o shopping contribuirá para que as esperanças geradas por este Natal de 2014 possam ser ampliadas em 2015 – um ano que aquecerá ainda mais a economia de nossa cidade e seu entorno.



* Marne Prates é especialista em Gestão de Shopping Center (INSPER) e Superintendente do Várzea Grande Shopping
Sitevip Internet