Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 17 de setembro de 2019

Notícias / Geral

Cooperativas do Centro-Oeste reclamam da demora para obter registros de insumos agrícolas

Fecoagro

26 Nov 2013 - 15:00

Cooperativistas do Centro-Oeste reclamam da demora para a obtenção de novos registros de insumos agrícolas para comercialização no Brasil. Produtores reuniram-se em uma assembleia-geral da CCAB, empresa sociedade anônima, controlada pelas cooperativas do Centro-Oeste e que tem ainda a participação de cooperativas da Bahia e da Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado de Santa Catarina (Fecoagro), em Cuiabá (MT), para debater o tema.

Segundo dados apresentados na ocasião, se a demora para liberar registros for igual a que tem ocorrido até agora, quem protocolar hoje um pedido de registro, terá autorização daqui a 10 anos, quando a tecnologia requerida já pode estar ultrapassada. O atraso está sendo atribuído aos órgãos de controle, como Ministério da Agricultura, Ibama e Anvisa.

A CCAB reuniu as 17 cooperativas associadas para apresentar as contas do exercício 2012/2013 e a situação dos projetos coletivos que vem desenvolvendo há seis anos. O principal objetivo da empresa é registrar a produção e a comercialização de insumos no país para importar os princípios ativos e reduzir custos finais aos agricultores. Conforme comunicado da Fecoagro, os cooperativistas atribuem as dificuldades às multinacionais, atuais detentoras de registros, que se esforçam para continuar dominando o mercado com "preços exorbitantes".

A CCAB ainda atua na comercialização de diversos insumos no mercado interno, comprando em conjunto para barganhar preços. Também realiza projetos de viabilidade econômica e engenharia financeira para captação de financiamentos para as cooperativas e produtores interessados. No ano comercial 2012/2013, a empresa registrou lucros de cerca de R$ 6 milhões, contra um prejuízo do mesmo valor no exercício anterior, motivado por diversos problemas de mercado que reduziram a oferta de produtos e a liquidação de uma cooperativa no Centro-Oeste. A expectativa para 2014 é de um resultado de R$ 14 milhões.
Sitevip Internet