Olhar Agro & Negócios

Sábado, 20 de julho de 2019

Notícias / Ecologia

Desoneração na folha de pagamento faz com que m² seja 6,12% mais barato

Da Redação - Viviane Petroli

08 Jul 2014 - 12:50

Foto: Reprodução/Internet

Desoneração na folha de pagamento faz com que m² seja 6,12% mais barato
Se o governo federal há cerca de um ano não tivesse instituído a desoneração na folha de pagamento do setor da construção civil o metro quadrado (m²) em Mato Grosso seria em média de R$ 949,33. Com a desoneração o custo médio é de R$ 891,17, ou seja, 6,12% menor. Os valores referem-se ao mês de junho e fazem parte do Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Considerando a desoneração na folha de pagamento, o custo do m² subiu 0,13% em junho no comparativo com maio e 0,84% na variação anual. Verificando o desempenho nos últimos 12 meses estabilidade, segundo o IBGE.

Leia também
Furtos de defensivos em fazendas preocupa produtores; Em 2014 a Polícia Civil efetuou 6 registros
Seguro rural não é obrigatório e banco atrelar ao custeio é prática de venda casada

Contudo, se o governo não tivesse tomado tal medida para "ajudar" o setor da construção civil o aumento nos 12 meses teria sido de 6,52% e o custo médio do m² seria de R$ 921,97.

A desoneração na folha de pagamento foi sancionada em 19 de julho de 2013 na Lei 12.844.

Considerando a desoneração, o Estado com a maior alta no custo médio do m² na variação mensal foi o Espírito Santo com 3,82% de alta, seguido do Mato Grosso do Sul (3,59%), Tocantins (3,23%) e Santa Catarina (2,99%). Estes aumentos são decorrentes ao reajuste salarial da categoria. Historicamente em Mato Grosso a pesquisa aponta alta no valor do m² em julho ou agosto.

O custo apontado na pesquisa refere-se apenas a mão de obra e a cesta básica de materiais para a construção.

No Brasil o m² em junho ficou em R$ 891,73 com a desoneração na folha de pagamento e R$ 953,56 sem a desoneração.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Paulo Justos Kuiabano
    09 Jul 2014 às 09:59

    Existe algum argumento para justificar a multiplicidade de preço do M2 de um Apartamento em relação ao custo de sua construção? Entendo que o mercado é livre, porém, os abusos deveriam ser contidos por um órgão regulador!!

Sitevip Internet