Olhar Agro & Negócios

Segunda-feira, 22 de julho de 2019

Notícias / Leilões

Estado comercializa 1,3 mi toneladas em quarto leilão do Pepro

Da Redação - Viviane Petroli

18 Set 2014 - 11:54

Foto: Reprodução/Conab

Estado comercializa 1,3 mi toneladas em quarto leilão do Pepro
Mato Grosso comercializou quase 100% do milho ofertado em mais um leilão do Prêmio Equalizador Pago ao Produtor (Pepro). Das 1,450 milhão de toneladas o estado vendeu 1,396 milhão, registrando um prêmio de R$ 78,476 milhões. O resultado é do quarto leilão de subvenção realizado na manhã desta quinta-feira (18).

De acordo com o resultado do leilão, realizado pela Companhia Nacional do Abastecimento (Conab), das 1,750 milhão de toneladas levadas para o certame pelos seis estados participantes apenas 1,630 milhões de toneladas foram comercializadas, resultando um prêmio total de R$ 85,128 milhões.

Em Mato Grosso apenas as regiões norte e nordeste comercializaram 100% do milho ofertado. As regiões levaram a leilão 450 mil e 350 mil toneladas respectivamente. Já a região Centro-Norte vendeu apenas 338,8 mil toneladas de 350 mil ofertadas e a Centro-Sul 258,1 mil de 300 mil toneladas levadas ao certame.

Leia também
Valor do Pepro do Milho e do Algodão é reajustado por Ministério

Segundo a Conab, Goiás também leiloou 100% de suas 100 mil toneladas, assim como o Maranhão de suas 50 mil toneladas. Já a Bahia comercializou 56,24% de 50 mil toneladas e o Piauí 98,20% de 50 mil toneladas. O Tocantins leiloou apenas 12,60% de 50 mil toneladas.

Na quarta-feira (17) Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) reajustou os valores do prêmio a serem empregados na subvenção do milho por meio da realização de leilões do Pepro. O que havia sido destinado à subvenção do milho de R$ 500 milhões foi reduzido para R$ 300 milhões. A diminuição é decorrente a uma medida emergencial para contemplar as necessidades da cotonicultura brasileira, contudo o Mapa declarou que se necessário o valor destinado ao prêmio do milho pode ser elevado.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet