Olhar Agro & Negócios

Segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Notícias / Indústria

Confiança do empresariado em Mato Grosso fica abaixo de 50 pontos

Da Redação - Viviane Petroli

19 Nov 2014 - 11:39

Foto: Marcos Bergamasco/Secom-MT

Confiança do empresariado em Mato Grosso fica abaixo de 50 pontos
Em uma escala de 0 a 100 a confiança do empresário industrial Mato Grosso está em 44,3 pontos em novembro. O índice é 2 pontos menor que o verificado em outubro, o que mostra que o setor não está otimista. Situação da economia brasileira é o principal motivo. As informações são do "Índice de Confiança do Empresário Industrial" (ICEI), que mostra um recuo de 12,7 pontos em comparação ao otimismo de 57 pontos constatados em novembro de 2013 no estado.

O índice revela ainda que a confiança mato-grossense do empresariado industrial é próxima da nacional que ficou em 44,8 pontos.

A sondagem revela que o principal motivo para a diminuição da confiança está na economia brasileira. A confiança na economia brasileira é de apenas 29,1 pontos em novembro, resultado bem abaixo dos 30,2 de outubro e dos 43,2 pontos de novembro do ano passado. Entretanto, ao se analisar a confiabilidade no estado verificasse crescimento de 35 pontos em outubro para 49,3 pontos em novembro. O ano passado haviam sido registrados 46,4 pontos.

Leia mais
Rico em produção agropecuária, Mato Grosso tem o 14º maior PIB do Brasil
Indústrias de Mato Grosso pagaram R$ 240 mi em ICMS no ano de 2013

A falta de confiança é constatada dentro da própria empresa, também. O Índice de Confiança do Empresário Industrial revela que o otimismo é de apenas 39,9 pontos neste mês contra 42,5 pontos de outubro e 51,6 pontos vistos em novembro de 2013.

Porte indústrias

A confiabilidade na distribuição por portes de indústrias também é verificada abaixo da linha de 50 pontos no atual mês. As pequenas indústrias apresentaram confiança de apenas 41,7 pontos, menor que os 46,4 pontos de outubro e os 53,8 pontos de novembro do ano passado.

Já as indústrias de médio e grande porte 45,4 pontos de confiança, índice menor que os 46,3 de outubro e os 58,4 pontos do ano passado.

Entre os tipos de indústrias, a da construção está um pouco mais otimista que a indústria extrativista e de transformação. A sondagem mostra que a indústria da construção apresentou 48,8 pontos de confiança no mês atual, contra os 43,6 pontos de outubro, porém está abaixo dos 59,3 pontos de novembro de 2013.

No caso da indústria extrativa e de transformação o índice está em 43,6 pontos, menor que os 47,3 pontos de outubro e os 57,3 pontos do ano passado.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • empresario
    21 Nov 2014 às 16:05

    ESTOU FECHANDO MINHA EMPRESA NESSE ESTADO E INDO PARA OUTRO ESTADO, POIS AQUI NAO AGUENTO TANTO IMPOSTO,,EX.. SE EU PAGP 1,000 REAIS A UM COLABORADOR, TEREI QUE PAGAR OUTROS 1.000 DE CARGA TRIBUTARIA...AI NAO DA NE...FUI MT..E VIVA A DILMA....

  • mazaropi
    19 Nov 2014 às 15:14

    Todo mundo está com medo de abrir empresa, ninguém aguente pagar a carga de imposto! Aí não gera emprego e o país não cresce! Viva Dilma e o bolsa-familia!kkkkkkk

Sitevip Internet