Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Notícias / Indústria

Copacel responde por 40% do abastecimento de calcário no mercado de Mato Grosso

Da Redação - Viviane Petroli

21 Nov 2014 - 09:35

Foto: Assessoria

Copacel responde por 40% do abastecimento de calcário no mercado de Mato Grosso
A atividade de extrativismo mineral em Mato Grosso aos poucos vem crescendo. Em 2013 o setor gerou R$ 21,2 milhões em ICMS, um aumento de 22% em comparação a 2012, segundo a Federação da Indústria de Mato Grosso (Fiemt). Completando 30 anos, a Copacel Indústria de Calcário e Pedra Britada é responsável por 40% do abastecimento de calcário e 80% do mercado de britado em Mato Grosso. A mineradora é a terceira maior da região Centro-Oeste com duas fábricas, localizadas em Nobres, e com uma capacidade instalada de 7.500 toneladas ao dia.

Fundada em 1984, a Copacel hoje é comandada pelos irmãos Kassie, Kassiano e Geziele Riedi. Posicionada no eixo da BR-163, em Nobres, mineradora, conforme a diretoria, carrega cerca de 300 caminhões diariamente. Seu parque industrial, com equipamentos de ponta, emprega 290 pessoas diretas e gera ainda mais de 900 empregos indiretos na região.

Leia mais
Confiança do empresariado em Mato Grosso fica abaixo de 50 pontos
Indústrias de Mato Grosso pagaram R$ 240 mi em ICMS no ano de 2013

Entre as marcas da Copacel que se destacam no mercado está a Copacelé e a Copacel Mix, esta última focada no segmento de deconcretagem para diversos portes de obras na Grande Cuiabá.

“Temos o foco na agilidade e qualidade na produção ao mesmo tempo em que priorizamos a valorização dos colaboradores. No aspecto ambiental, temos uma área preservada de 80%, projetos de recuperação ambiental e plantio de árvores. É extremamente gratificante para nós, que somos a segunda geração na condução da empresa, completarmos três décadas com plena respeitabilidade no mercado”, comenta a diretoria da Copacel.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet