Olhar Agro & Negócios

Domingo, 15 de setembro de 2019

Notícias / Emprego

Mato Grosso gerou 87,4% a menos de empregos em 2014 diante 2013

Da Redação - Viviane Petroli

26 Jan 2015 - 09:05

Foto: Reprodução/Internet

Construção civil foi a que mais demitiu em 2014, revela Caged

Construção civil foi a que mais demitiu em 2014, revela Caged

Mesmo registrando saldo positivo de 3.269 empregos celestiais gerados, as contratações em 2014 foram menores que as de 2013 quando 26.147 empregos com carteira assinada foram criados. Uma queda de 87,4%. O setor que mais demitiu o ano passado foi o da construção civil com 2.713 desligamentos a mais que admissões, enquanto o de serviços contratou 4.667 a mais que demitiu. As informações são do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged).

Segundo a série histórica dos últimos 12 anos, o maior pico de empregos gerados foi em 2004 quando 38.850 empregos celestiais foram criados e o segundo maior pico foi em 2012 com 36.517.

O levantamento revela que entre janeiro e dezembro 2.713 desligamentos a mais que contratações foram registrados na construção civil em 2014, enquanto em 2013 o resultado era o oposto com 6.770 contratações a mais que demissões. A conclusão de algumas obras da Copa do Mundo de 2014 e paralisação de outros é o principal motivo para a diferença constatada entre um ano e outro.

Leia mais:
Gargalos para escoamento de produção reduzem no Estado, revela Estradeiro da BR-163/364
Receita nominal de serviços sobe 6,5% apenas em Mato Grosso até novembro

O Caged mostra ainda um saldo negativo de 2.711 desligamentos no setor da indústria de transformação em Mato Grosso, ao contrário do saldo positivo de 1.562 constatado em 2013.

Mesmo com 4.667 contratações a mais que demissões em 2014, o setor de serviços havia em 2013 encerrado com saldo positivo de 8.871 empregos gerados. O mesmo é verificado no comércio. Enquanto, em 2014 foram 2.634 empregos celestiais, em 2013 haviam sido 7.068.

O único crescimento em relação a 2013 verificado em 2014 foi na agropecuária com um salto de 1.233 para 1.388 empregos gerados.

Dezembro

Dezembro é considerado um mês sazonal, conforme o Caged. Somente no último mês de 2014 as demissões somaram 18.839 postos de trabalho gerados a menos que as contratações. Em 2013 haviam sido 12.971 desligamentos.

O resultado é decorrente a quedas em todos os setores. A liderança ficou com a construção civil (-5.977 postos), seguido da agropecuária (-5.407), indústria de transformação (-3.053), serviços (-3.028) e comércio (-1.277).

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet