Olhar Agro & Negócios

Domingo, 26 de janeiro de 2020

Notícias / Energia

ANEEL autoriza redução de 2,22% na tarifa anual de energia para Mato Grosso

Da Redação - Viviane Petroli

07 Abr 2015 - 11:47

Foto: Edson Rodrigues/Secopa

ANEEL autoriza redução de 2,22% na tarifa anual de energia para Mato Grosso
A Agência de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou redução de 2,22% no valor da tarifa de energia elétrica para Mato Grosso. Apesar do reajuste tarifário anual apresentar queda, os mato-grossenses continuarão a sentir o bolso arder diante os últimos aumentos declarados pelo governo federal. Mato-grossense deverá pagar em torno de R$ 0,46511/kWh.

A nova tarifa passa a valer nesta quarta-feira (08). A redução de 2,22% é válida para baixa tensão. Para média tensão a queda aprovada foi de 0,38%. Entretanto, segundo a ANEEL, para as classes de alta tensão, que incluem as indústrias, o reajuste aprovado foi de uma alta de 3,42%.

Leia mais:
Aneel aprova alta de 26,8% na Revisão Tarifária Extraordinária em Mato Grosso; Reajuste anual será em abril
Energia elétrica deve subir 38,3% e gasolina 8% em 2015, diz Banco Central

A tarifa de energia em Mato Grosso para baixa tensão hoje é de R$ 0,47573/kWh, valor cerca de 20% superior aos R$ 0,38107/kWh aprovados pela ANEEL no reajuste anual de 2014 e verificado na conta de energia elétrica até o mês de fevereiro de 2015. O aumento verificado entre fevereiro e as contas entregues nos primeiros dias de abril é decorrente a Revisão Tarifária Extraordinária (RTE), que passou a vigorar em 02 de março.

Mato Grosso possui hoje 1,2 milhão de unidades consumidoras localizadas em 141 municípios. "Ao calcular o reajuste, a Agência considera a variação de custos que a empresa teve no ano. O cálculo inclui custos típicos da atividade de distribuição, sobre os quais incide o IGP-M, e outros custos que não acompanham necessariamente o índice inflacionário, como energia comprada, encargos de transmissão e encargos setoriais", declara a ANEEL em nota.

Confira aqui os reajustes para Mato Grosso aprovados pela ANEEL.

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • mulher ma
    09 Abr 2015 às 09:17

    Estou cansada de mentira dessa presidenta,do senado,dos deputados.ate quando os pobres assalariados vamos viver nesse desmando com esse salario de fome que nao sobe.mas alimentacao,energia,agua,etc aumenta pra nos pagarmos o rombo da petrobras?!eu nao acredito em mais nada.pra mim brasil ja morreu ha tempos e ninguem percebeu isso.

  • John Palmer
    09 Abr 2015 às 07:05

    Viva o pt!!!

  • elzis
    08 Abr 2015 às 09:19

    De janeiro a março de 2015, a tarifa de energia elétrica já aumentou 44,55%. Isso sem falar na roubalheira da bandeira vermelha. A Conta de março que vence em abril, o aumento é de 19,71%.O governo massacra o povo, depois vem com a desculpa de redução na tarifa de energia. É muita palhaçada.

  • Observador
    07 Abr 2015 às 16:24

    Essa redução foi para ludibriar os bobos. A previsão é que neste ano a energia ainda vai subir em mais de 60%. Sem falar na bandeira vermelha.

  • Leorena Lemje
    07 Abr 2015 às 13:06

    Maravilhaaa!!!

Sitevip Internet