Olhar Agro & Negócios

Domingo, 21 de julho de 2019

Notícias / Ecologia

Ecólogo dos EUA desenvolve projeto para preservação do Pantanal de Cáceres; veja fotos

Da Redação - Viviane Petroli

10 Abr 2015 - 09:15

Foto: Douglas Trent

Ecólogo dos EUA desenvolve projeto para preservação do Pantanal de Cáceres; veja fotos
A preservação de animais é o principal foco do ecólogo norte-americano Douglas Trent no Pantanal de Cáceres, em Mato Grosso. O pesquisador já possui aproximadamente 40 onças diferentes identificadas em uma região de 500 quilômetros náuticos.

Formado pela Universidade do Kansas, nos Estados Unidos, Douglas Trent em 2008 transformou seus registros de onças-pintadas na região do Pantanal de Cáceres em uma pesquisa de ecologia e contagem populacional. A partir de tais estudos o pesquisador criou o projeto Bichos do Pantanal, cuja iniciativa desde 2013 é gerida pelo Instituto Sustentar e conta com o patrocínio da Petrobras, através do Programa Petrobras Socioambiental.

Leia mais:
Pavimentação da MT-140 deve gerar R$ 249 mi de economia com frete em um ano
Prefeitura de Cuiabá doa 600 mudas de árvores nativas de diferentes espécies

“Na ecologia sabemos que tudo está interligado, inclusive o ser humano. Não vamos proteger, a longo prazo, uma porção da natureza se não ajudarmos os habitantes dessas localidades a conquistarem dignidade para a sua sobrevivência”, pontua Douglas Trent, que associou-se a especialista em Desenvolvimento Sustentável, Jussara Utsch, para criar o Projeto Bichos do Pantanal.

Segundo o ecólogo, o projeto foi criado para unir a pesquisa de conservação das espécies de animais, a educação ambiental e o fomento de atividades de venham a gerar renda a população local.

Com o lema Conexão com a Natureza: Conhecer para preservar”, a pesquisa desenvolvida pelo Projeto Bichos do Pantanal estuda onças-pintadas, ariranhas, lontras e espécies de avifauna e peixes (ictiologia) do Pantanal mato-grossense.

Em dezembro de 2013 um convênio firmado entre o Projeto Bichos do Pantanal e a Universidade de Kansas, dos Estados Unidos, aplica na região pantaneira de Cáceres a plataforma de pesquisa e conservação internacional "O Inaturalist", tecnologia esta com o objetivo de ser um dos mais completos bancos de dados sobre a fauna e flora do Pantanal.

Confira aqui mais sobre o Projeto Bichos do Pantanal.




*Post patrocinado

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Julio
    10 Abr 2015 às 23:55

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • JONILSON FERREIRA DE ARRUDA
    10 Abr 2015 às 12:30

    NÃO PRECISA VCS IREM ATE A RESERVA DO TAIAMÃ PRA VER ONÇA PINTADA, AQUI MESMO NA BARRA DO SEPUTUBA COM O RIO PARAGUAI TEM VARIAS DELAS, ÉSO ME LIGAR QUE LEVO VCS LÁ - 65- 9982-4876 FALAR COM ARRUDA

  • Diogo Rabelo
    10 Abr 2015 às 12:20

    Tinha que sr dos EUA, aqui não tem esse profissional.

  • Lourov
    10 Abr 2015 às 11:00

    Como dizem lá nos EUA, farm here, forest in Brazil... E a sem moral Petrobras patrocinando, porque não patrocinam o SUS?

Sitevip Internet