Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 24 de setembro de 2019

Notícias / Agricultura

Produção de etanol deve cair 18,5%, aponta Conab; setor produtivo discorda

Da Redação - Viviane Petroli

13 Ago 2015 - 16:00

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Produção de etanol deve cair 18,5%, aponta Conab; setor produtivo discorda
Mato Grosso deverá ter uma redução de 18,5% na produção de etanol (soma total de anidro e hidratado) na safra 2015/2016. A estimativa é que fique em 939,1 milhões de litros. A projeção é da Companhia Nacional do Abastecimento (Conab), contudo a perspectiva é discordada pelo Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras do Estado de Mato Grosso (Sindalcool-MT), que aponta uma produção de 1,1 bilhão de litros.

Em seu segundo levantamento da safra 2015/2016 da cana-de-açúcar a Conab aponta para Mato Grosso uma produção de 16,172 milhões de toneladas de cana, uma retração de 4,9% diante as 17,011 milhões de toneladas colhidas no ciclo 2014/2015.

O levantamento aponta para o atual ciclo uma produção de 480,6 mil toneladas de açúcar, um aumento de 18,6% as 405,2 mil toneladas produzidas anteriormente.

Leia mais:
Conab projeta produção de 51,2 mi/t de grãos para Mato Grosso; 24,5% da safra nacional
Balança comercial de Mato Grosso registra queda de 20,6% em 2015

De acordo com a Conab, dos 939,1 milhões de litros de etanol previstos 444,1 milhões de litros são de etanol anidro (para misturar na gasolina). O volume de anidro deverá ser 12,3% que os 506,4 milhões de litros da safra 2014/2015.

Já a perspectiva para o etanol hidratado (para abastecer veículos flex) a queda na produção deverá ser de 23,3%, de 645,3 milhões de litros para 495,02 milhões de litros.

A indústria sucroalcooleira em Mato Grosso discorda dos apontamentos da Conab, segundo o diretor executivo do Sindacool-MT, Jorge dos Santos. “A safra 2015/2016 será a mesma da 2014/2015. Não há razão para aumentar a produção de açúcar, uma vez que os preços no mercado nacional e internacional estão em queda”, frisou ao Agro Olhar.

Conforme o diretor do Sindalcool-MT, o normal é destinar 75% da cana-de-açúcar para a produção de etanol e 25% para a de açúcar. Contudo, na safra 2015/2016 serão destinados 78% da cana para a produção de etanol. “A indústria irá aumentar visto o consumo do etanol hidratado ter crescido. A nossa projeção é de 1,1 bilhão de litros de etanol, sendo 50% de etanol anidro e 50% de hidratado”.

Jorge dos Santos destaca que a produção de etanol hidratado pode vir a ser maior, porém dependerá do consumo de gasolina, uma vez que 27% da gasolina é composta de etanol anidro.

Vendas

De janeiro a junho os postos de combustível de Mato Grosso, revela a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), comercializaram 2,039 bilhões de litros de combustível, deste volume 316,9 milhões foram de etanol hidratado, 285,4 milhões de litros de gasolina e 1,289 bilhão de litros de óleo diesel.

De acordo com a ANP, as vendas de etanol hidratado em 2015 subiram 36,1% em relação aos 232,9 milhões de litros vendidos no primeiro semestre de 2014. As vendas de gasolina recuaram 11,3%.

Em Mato Grosso o litro do etanol pode ser encontrado entre R$ 1,75 e R$ 2,41. Já da gasolina entre R$ 3,09 e R$ 3,75, segundo a ANP.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet