Olhar Agro & Negócios

Quinta-feira, 09 de abril de 2020

Notícias / Emprego

Taxa de desocupação vai a 6,6% no terceiro trimestre de 2015 em Mato Grosso

Da Redação - Viviane Petroli

24 Nov 2015 - 11:28

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Taxa de desocupação vai a 6,6% no terceiro trimestre de 2015 em Mato Grosso
A taxa de desocupação em Mato Grosso subiu para 6,6% no terceiro trimestre de 2015 (julho a agosto). O percentual supera os 6,2% do segundo trimestre (abril a junho) e os 3,7% do período em 2014. Pesquisa revela que o rendimento médio real habitual decresceu de R$ 1.919 para R$ 1.872 em 2015.

As informações constam na "Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua" (PNAD Contínua), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta terça-feira, 24 de novembro. No Brasil a taxa de desocupação apresentou alta em relação ao segundo trimestre saltando de 8,3% para 8,9%. No terceiro trimestre de 2014 era de 6,8%.

A pesquisa mostra para Mato Grosso que o nível de ocupação caiu de 61% no segundo trimestre para 59,8% no terceiro trimestre. Em 2014 era de 62,9%.

Leia mais:
Lucas do Rio Verde é a 2ª cidade com melhor desenvolvimento econômico do Brasil

Em 2014 no terceiro trimestre o rendimento médio real habitual no estado era de R$ 1.931, valor acima dos R$ 1.872 constatados entre julho e setembro de 2015, aponta o IBGE. O melhor rendimento, apensar da queda, foi constatado nas áreas de administração pública, defesa, saúde humana, educação e serviços sociais de R$ 2.562. O montante é abaixo dos R$ 2.722 do segundo trimestre de 2015 e os R$ 2.693 do período em 2014.

Informação, comunicação e atividades financeiras R$ 2.307 de rendimento médio real habitual no terceiro trimestre de 2015, transporte, armazenagem e Correio R$ 2.193, construção R$ 1.882, comércio em geral R$ 1.735, indústria R$ 1.675 e setor agropecuário R$ 1.626.

Cuiabá

De acordo com o PNAD Contínua, Cuiabá no terceiro trimestre de 2015 registrou taxa de desocupação de 8,5%, ficando acima da média de Mato Grosso. No segundo trimestre de 2015 a taxa de desocupação registrada era de 6,6% e em 2014 de apenas 4,7%.

Em termos de rendimento médio real habitual das pessoas ocupadas houve retração de R$ 2.319 constatados entre abril e junho para R$ 2.231 entre julho e setembro. Em 2014 era de R$ 2.265.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet