Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 17 de julho de 2019

Notícias / Indústria

Com carnes de Mato Grosso, restaurante Madero investe R$ 28 mi em fábrica própria; veja fotos

Da Redação - Viviane Petroli*

27 Nov 2015 - 16:00

Foto: Gilson Lima/Assessoria

Fábrica do Madero, em Ponta Grossa, possui capacidade para produzir 2 milhões de unidades de hambúrgueres por mês

Fábrica do Madero, em Ponta Grossa, possui capacidade para produzir 2 milhões de unidades de hambúrgueres por mês

Com carnes provenientes de frigoríficos localizados em Tangará da Serra e Paranatinga, a rede de restaurantes Madero investiu aproximadamente R$ 28 milhões em fábrica própria no município de Ponta Grossa, no Paraná. A unidade fabril foi construída com o objetivo de manter o “padrão de qualidade Madero”, segundo o chef Júnior Durski.

A fábrica está localizada em uma área de 27 mil metros quadrados em Ponta Grossa, sendo seis mil metros quadrados de área construída. No local são feitos os cortes de carnes e hambúrgueres servidos nos cerca de 60 restaurantes da rede espalhados pelo Brasil, além de macarrão, molhos, pão, sobremesas e entradas como os mini-pastéis de feira e coxinha. Até mesmo o bacon utilizado nos sanduíches é defumado no local.

Leia mais:
Madero deve abrir sete restaurantes em Mato Grosso; três confirmados para o ano de 2016

“Sai tudo pronto e embalado para os nossos restaurantes, necessitando apenas o cozimento e a montagem. A fábrica foi construída por questão de qualidade. A economia vem em seguida”, revelou Durski durante bate-papo com jornalistas de diferentes regiões do país, que foram conhecer de perto os restaurantes em Curitiba e a fábrica em Ponta Grosso.

A fábrica conta com 135 funcionários e a maior aquisição foi à máquina de produção de hambúrgueres, uma masterformer com esteira retrátil da holandesa Marel, que custou 1,2 milhão de Euros.



O proprietário do Madero comenta que para se chegar à máquina desejada para fazer os hambúrgueres, que levam 85% de carne (misto de fraldinha e contrafilé) e apenas 15% de gordura, levou-se dois anos.

Questionado sobre a procedência das carnes utilizadas nos restaurantes da rede Madero, Júnior Durski revelou que as carnes são fornecidas pela Marfrig e pelo Frigorífico Silva, localizado no Rio Grande do Sul, além da Argentina e Uruguai. “A carne vem de todo o Brasil no caso do fornecimento através da Marfrig, inclusive de Mato Grosso”, revelou ao Agro Olhar.

A entrega dos produtos nos restaurantes é realizada através de frota própria de caminhões frigoríficos Madero. Ao todo são 19 veículos.

De acordo com o Madero, a unidade fabril possui capacidade para produzir 2 milhões de unidades de hambúrgueres por mês, bem como 2 milhões de unidades de pães. Entre cortes de carnes 100 mil cortes de filé mignon, 50 mil cortes de picanha, 50 mil de entrecorte (filé argentino) e 50 mil cortes de chorizo.



*A reportagem do Agro Olhar viajou para Curitiba e Ponta Grossa a convite do Madero.

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Maria Cristina Borges
    01 Mai 2018 às 11:41

    Muito legal vcs fornecem carne de hambúrguer para lanchonetes tbm

  • Fabiano
    04 Fev 2018 às 22:07

    Hoje ,finalmente provei o hamburber no Madeiro em Poa. Peguei o combo. Que delícia! Não sei se é o melhor do mundo mas o melhor que comi com certeza! A batatinha muito bem feita perfeita! A limonada sabor maçã verde muito bom e o Hamburger... cara como eu pedi hamburguer duplo era muita carne...E o pão que vi críticas ele é gostoso e crocante meio fino mas excelente, parabéns ao Mestre Bicho do Paraná.

  • Roberto pires
    24 Fev 2016 às 17:00

    #Inveja, Madero sendo compara ao Mc gordurasemsabor, já ficamos relachados em saber qual é o seu gosto nada exigente. MADERO não se compara, se come, se brinda, se diverte.!!!

  • Silvio
    28 Nov 2015 às 12:33

    Produto alimentar feito no Parana? Tenho muitas duvidas sobre a qualidade. Paranaense gosta de aparencia mas nao sabe o que significa comer bem. Prefiro hamburguers artesanais ou feitos em SP ou SC.

  • luciano
    27 Nov 2015 às 17:07

    A clientela paga caro para comer mais um industrializado, aí fica igual o mcdonalds e bobs

Sitevip Internet