Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 06 de dezembro de 2019

Notícias / Pecuária

Preocupados com a falta de milho, suinocultores pedem leilão de cereal em Mato Grosso

Da Redação - Viviane Petroli

19 Jan 2016 - 09:06

Foto: Reprodução/Internet/Ilustração

Preocupados com a falta de milho, suinocultores pedem leilão de cereal em Mato Grosso
Preocupados com a falta de milho no mercado interno de Mato Grosso e a possibilidade de grande volume da safra 2015/2016 a ser escoada para outras regiões e exterior, os suinocultores solicitaram junta a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) a abertura de leilões do cereal no estado neste período de entressafra. Mato Grosso já comercializou 96,1% das 21,2 milhões de toneladas colhidas na safra 2014/2015 e semeou apenas 0,6% dos 3,3 milhões de hectares destinados para o ciclo 2015/2016.

O pedido, feito à Conab por meio de ofício, é uma medida preventiva encontrada pelos suinocultores. Segundo a Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat), o setor está preocupado com a falta do cereal, principalmente em decorrência aos "assustadores" volumes que deverão sair do estado.

Leia mais:
“A assistência técnica é apenas um dos problemas da agricultura familiar”, afirma Suelme

"A demanda necessária até o mês de maio é de aproximadamente 1 milhão de sacas para a suinocultura", conforme o presidente da Acrismat, Raulino Teixeira Machado. Ele comenta que a situação não é preocupante apenas para a suinocultura, mas também para a cadeia de aves, bovinos confinados, entre outras cadeias.

O presidente da Acrismat revela que na suinocultura a ração é composta de 70% de milho. Raulino frisa que a situação se estabilizará com a colheita da safrinha, contudo até meados de junho "o produtor fica impossibilitado de agir".

“Pedimos que abram os leilões para produtores de todas as cadeias produtivas do Estado, como medida de auxílio ao agronegócio, setor que alavanca e promove desenvolvimento econômico do Brasil e principalmente do nosso estado”, afirma o presidente da Acrismat.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet