Olhar Agro & Negócios

Domingo, 15 de setembro de 2019

Notícias / Entrevista

Parceria com agricultura impulsionará produtividade na pecuária, afirma vice-presidente da ABCZ

Da Redação - Viviane Petroli

26 Mar 2016 - 10:54

Foto: Reprodução/Wellington JM Mattos

Integração lavoura-Pecuária pode auxiliar no aumento da produtividade sem ampliar a área

Integração lavoura-Pecuária pode auxiliar no aumento da produtividade sem ampliar a área

Produzir mais em menos é um dos grandes desafios da pecuária e agricultura brasileira, principalmente mato-grossense. A parceria entre as duas atividades, criando a Integração Lavoura-Pecuária, é considerada por especialistas a saída para se obter grandes resultados no que diz respeito à produtividade.

Leia mais:
Ganho na pecuária pode chegar a 8 arrobas no sistema Integração Lavoura-Pecuária

Mato Grosso é considerado um estado com grande potencial dentro do Brasil como produtor de alimentos, além de genética animal.

Segundo o vice-presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges, as exportações de carne, principalmente, devem crescer nos próximos 10 anos. Ele revela que o programa de Integração Lavoura-Pecuária desenvolvido em Mato Grosso será um grande fator para impulsionar a produção de alimentos, no caso de proteína animal.

Em entrevista ao Agro Olhar, concedida durante o Circuito InterCorte 2016, realizado nos dias 02 e 03 de março, em Cuiabá, Arnaldo Borges destacou que para se ter uma carne que atenda os padrões exigidos do mercado internacional é preciso investir em manejo.

Confira a entrevista com o vice-presidente da ABCZ Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges:

Agro Olhar – Como está o mercado da pecuária de corte em 2016 no Brasil e em Mato Grosso?

Arnaldo – As exportações devem crescer nos próximos 10 anos. Eu acredito que o Mato Grosso com esse programa da Integração Lavoura-Pecuária irá ter um crescimento, e já está tendo, muito forte. Hoje, nós temos genética boa em todo o Brasil, mas nós precisamos muito é melhorar no manejo. E, para produzir uma carne dentro dos padrões do mercado internacional nós temos que investir muito ainda no manejo, porque para você ter uma carne de boa qualidade você precisa de genética e manejo em perfeito equilíbrio. Então, nós temos que investir no manejo.

Agro OlharE qual seria o manejo adequado hoje?

Arnaldo – Essa parceria que está sendo feita da agricultura com a pecuária. Pois, nós temos uma área muito grande. Aqui no Mato Grosso há uma área muito grande de pastagem degradada e com essa parceria você pode recuperar e inclusive isso é até uma exigência do mercado internacional em regiões que houve um desmatamento muito grande nestes últimos anos essa parceria inclui a floresta. Você pode até fazer uma recuperação dessas áreas de reserva que é muito importante. Nós estamos vendo aí o quanto Mato Grosso sofreu este ano com o clima, pouca chuva e eu acredito que com essa parceria, com essa recuperação das florestas nós vamos normalizar essa questão do clima.

Agro OlharQuais os rumos que a pecuária deve tomar nos próximos 10 anos?

Arnaldo - É o que está sendo feito hoje. É esse projeto da Integração Lavoura-Pecuária. Eu ouvi notícias, por exemplo, que o Governo de Mato Grosso, com todas essas entidades ligadas à atividade da pecuária e da agricultura, está fazendo um trabalho no exterior para conquistar o mercado para o Estado, que é um Estado importantíssimo tanto para a pecuária quanto para a agricultura.

Agro OlharE quais são os desafios da pecuária para aumentar a produtividade?

Arnaldo – Sempre investir em genética de qualidade e manejo. Essa Integração Lavoura-Pecuária é importante, além de melhorar, ela vai contribuir com o manejo. Com isso, em uma menor área teremos uma produtividade maior. E, outra coisa importante é a sanidade animal. Nós temos que ter um investimento muito forte também na saúde animal. Tem que haver esse equilíbrio de genética, manejo e saúde animal. O que nós temos aqui, também, de muita qualidade é o nosso fazendeiro, o criador. Ele é muito competente.

Agro Olhar E o que se tem feito pelo melhoramento genético? Estudos? Há incentivos do governo?

Arnaldo – As associações de raças elas são delegadas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Elas têm recursos para investir na área de melhoramento. Por exemplo, a ABCZ tem parceria com a Embrapa, que é um órgão do Mapa, e ela tem contribuído muito. O nosso programa de melhoramento nasceu nos anos 1980 com essa parceria da Embrapa, inclusive a informatização da ABCZ nasceu também dessa parceria. Na nossa atividade é muito importante ter um elo com as associações de raças e outra coisa também importante a ABCZ hoje tem como consultoria em seus programas de melhoramento a Embrapa, a UFMG, a Universidade Federal de Viçosa, a Faculdade de Zootecnia e Agronomia de Uberaba. Essas parcerias com as Universidades, pois nós temos técnicos competentes e preparados para nos ajudar a desenvolver os projetos e o que é muito importante é isso chegar lá na fazenda. Então, tem que criar esses elos. Sindicato Rural é da maior importância, porque ele é o ponto de encontro dos pequenos e médios criadores no interior do Brasil. Tem que criar elo com todas essas entidades. Porque o pequeno e médio criador é 50% do nosso rebanho.

Agro OlharE o mercado exterior? O que está sendo feito para acabar com os entraves, tendo-se em vista que alguns embargos surgem?

Arnaldo – O mercado mundial possui uma necessidade grande de alimentos. Você vê que estamos em um momento difícil em nosso país devido a uma falta de administração competente na área federal, mas nós temos administrações estaduais, como é o Mato Grosso. Mato Grosso é citado no Brasil como exemplo de governo. Um governo que trabalha em parceria com as entidades, um governo sério e que está investindo no potencial que o Estado possui, que é a agricultura e pecuária. Nós temos, hoje, empresas importantes no Brasil ligadas à saúde animal. Nós temos tudo para fazer um grande projeto de pecuária no Brasil.

Agro OlharTirando o fato de Mato Grosso ter o maior rebanho brasileiro, o que ele representa na pecuária nacional e também na mundial?

Arnaldo – Ele é importante. É um estado que possui uma área grande para desenvolver esse projeto da Integração Lavoura e Pecuária. Possui clima, tem pecuaristas competentes, pois pessoas do país inteiro vieram para cá, porque quando pessoas saem de uma região e vão para outra geralmente são pessoas de visão. Eu vejo Mato Grosso com um potencial muito grande dentro do Brasil como produtor de alimentos.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Antônio Lucenas Barros
    28 Mar 2016 às 13:03

    Dicas muito importante.

  • Ana Maria
    26 Mar 2016 às 16:24

    Nossa está parceria é muito Boa.Creio que acabaram de descobrir a roda.

Sitevip Internet