Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 19 de julho de 2019

Notícias / Capacitação

Ampa e Senar inauguram centro de treinamento em Campo Novo dos Parecis

Da Redação - Viviane Petroli

08 Set 2016 - 14:00

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Ampa e Senar inauguram centro de treinamento em Campo Novo dos Parecis
Localizado em uma área de 30 hectares, o Centro de Treinamento e Difusão Tecnológica de Campo Novo dos Parecis será inaugurado no próximo dia 16 de setembro. Voltado para a capacitação de produtores, trabalhadores rurais e até mesmo estudantes este será o quarto centro a ser inaugurado em menos de um ano pela Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa) em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) a ser inaugurado em menos de um ano.

Dos 30 hectares, aproximadamente 2,6 mil metros quadrados são de área construída. Estão em funcionamento os Centros de Treinamento e Difusão Tecnológica de Sorriso (Núcleo Regional Norte), Rondonópolis (Núcleo Regional Sul) e Campo Verde (Núcleo Regional Centro). A previsão é que até o final do ano entre em operação a unidade de Sapezal (Núcleo Regional Noroeste).

Leia mais:
Setor algodoeiro ganha Centro de Treinamento e Difusão Tecnológica de R$ 8 mi em Campo Verde

Em recente entrevista ao Agro Olhar, o presidente da Ampa, Gustavo Piccoli, destacou que em termos de capacitação no campo, mais precisamente na área do algodão, não há "lugar algum no mundo se está investindo como em Mato Grosso no que diz respeito à capacitação".

Piccoli explica que a escolha de Campo Novo dos Parecis para a instalação de um Centro de Treinamento e Difusão Tecnológica é pelo fato do município ser "o berço da cotonicultura mecanizada no cerrado mato-grossense. Foi lá que o empresário Olacyr de Moraes e a Embrapa Algodão iniciaram as pesquisas que contribuíram para que Mato Grosso se tornasse o maior produtor de fibra do Brasil".

Além da capacitação, os Centros de Treinamento e Difusão Tecnológica também irão realizar trabalhos de pesquisa voltados para as necessidades dos produtores de cada núcleo regional. Para isso, o Instituto Mato-grossense do Algodão (IMAmt) firmou parcerias com instituições como a Embrapa (várias unidades), a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT).

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet