Olhar Agro & Negócios

Domingo, 20 de setembro de 2020

Notícias / Economia

Produtor rural está em constante 'roleta russa', afirma presidente de Sindicato Rural na Parecis SuperAgro

De Campo Novo do Parecis - Viviane Petroli

10 Abr 2017 - 14:15

Foto: Assessoria

Produtor rural está em constante 'roleta russa', afirma presidente de Sindicato Rural na Parecis SuperAgro
"Estamos em constante roleta russa". A frase é da presidente do Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis, Giovana Velke, a respeito das situações vividas pelos produtores rurais da porteira para fora, como a volta da cobrança do Funrural e queda de preço das principais commodities, principalmente, da arroba do boi gordo, após a deflagração da Operação Carne Fraca. Segundo o setor produtivo mato-grossense, a atividade não tem culpa quanto ao fato do caixa do Governo Federal estar "quebrado".

Leia Mais:
Fávaro pede responsabilização de corruptos e garante sistema de controle sanitário da carne

A décima edição da Parecis SuperAgro teve início nesta segunda-feira, 10 de abril, em Campo Novo do Parecis e segue até quarta-feira, 12. 

A edição de 2017 homenageia os pioneiros da atividade agropecuária no município. A presidente do Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis, Giovana Velke, pontua que os produtores brasileiros vivem em uma constante "roleta russa, pois nunca sabemos quem nos irá atingir".

Segundo Velke, da porteira para dentro o setor é "excelente", mas "estamos a mercê do mercado interno e externo, dependemos do clima e ainda temos medidas políticas e, agora, jurídicas (Funrural) para nos atrapalhar".

Na abertura da maior feira agrotecnologica de Mato Grosso, Velke destacou ainda que "o caixa do Governo Federal está quebrado, mas não é nossa culpa como dizem. E as obras superfaturadas e recursos de merenda desviados? Será que o dinheiro da Lava Jato se fosse devolvido não resolveria os problemas?".

De acordo com o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Endrigo Dalcin, 2017 está sendo um ano de grande safra, contudo a renda está mais curta.

"Mais uma vez o produtor será penalizado com a volta do Funrural. Estamos trabalhando para não trazer mais ônus para o produtor", disse Dalcin.

Citando a propaganda da Rede Globo "O Agro é Pop, o Agro é Tec, o Agro é Tudo", o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Normando Corral, salientou que apesar do agronegócio ser isso "nós temos problemas". "Soja, milho e bovinos estão com o preço caindo e isso nos preocupa. Já estamos colhendo os péssimos frutos da Operação Carne Fraca". 

Na avaliação do vice-governador, Carlos Favaro, "começamos com uma safra maravilhosa, mas problemas surgiram como a Carne Fraca e o Funrural, que nos pegaram de surpresa. Entranto, não podemos ficar só chorando. Temos que buscar o reconhecimento do trabalho do produtor". 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet