Olhar Agro & Negócios

Domingo, 20 de outubro de 2019

Notícias / Economia

Governo federal confirma privatização do aeroporto de Cuiabá e mais quatro de MT em 2018

Da Redação - Wesley Santiago

23 Ago 2017 - 16:22

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Governo federal confirma privatização do aeroporto de Cuiabá e mais quatro de MT em 2018
O governo federal confirmou, na tarde desta quarta-feira (23), a intenção de privatizar os aeroportos de Cuiabá, Sinop, Alta Floresta, Barra do Garças e Rondonópolis. Os leilões devem acontecer no segundo semestre do ano que vem. Além disto, a União anunciou que quer leiloar um trecho entre Rondônia e Mato Grosso da BR-364. O destaque, no cenário nacional, foi para a privatização da Casa da Moeda, órgão que confecciona as notas de real, além de passaportes brasileiros, selos postais e diplomas.

Leia mais:
Aeroporto de Cuiabá e mais quatro de MT serão privatizados em próximo leilão
 
O plano faz parte do Programa de Parcerias de Investimento (PPI), que discute, dentro do governo Michel Temer, as concessões e privatizações. Segundo o ministro da secretaria-geral da Presidência, Moreira Franco, o “objetivo desse programa é enfrentar a questão do emprego e da renda”.
 
Os aeroportos deverão ser leiloados no segundo semestre do ano que vem. o Ministério do Planejamento propôs a concessão de 12 aeroportos, em dois blocos regionais (Nordeste e Centro-Oeste). No primeiro, estão inclusos: Maceió, Aracaju, João Pessoa, Campina Grande, Juazeiro do Norte e Recife.
 
Enquanto que no do Centro-Oeste, aparecem os seguintes de Mato Grosso: Cuiabá, Sinop, Alta Floresta, Barra do Garças e Rondonópolis. Por fim, ainda foi anunciado que Michel Temer pretende leiloar um trecho entre Rondônia e Mato Grosso da BR-364, no último trimestre de 2018.
 
O pedido havia sido feito diretamente pelo governador Pedro Taques (PSDB) ao presidente: “Esta será uma grande vitória para Mato Grosso, que conseguirá, em poucos anos, além do Marechal Rondon, mais quatro aeroportos concessionados, garantindo uma melhor qualidade de serviços prestados e mais tranquilidade aos passageiros”, afirmou recentemente o chefe do Executivo estadual.
 
Estudos da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) apontaram que os aeroportos, que possuem grande potencial de crescimento, podem ser melhor explorados caso os projetos de estruturação sejam modelados, formatados e executados em conjunto com o Marechal Rondon.
 
“Vamos inaugurar em Mato Grosso uma nova e moderna modelagem para aeroportos, que está sendo construída em parceria com a SAC. O aeroporto superavitário, no caso o Marechal Rondon, poderá subsidiar os quatro aeroportos regionais menores, de modo que todos funcionem com padrão de excelência”, disse o secretário da Sinfra, Marcelo Duarte. Na prática, a empresa vencedora, que poderá ser estrangeira, destinaria o valor da outorga não mais para União, mas sim para investimentos nos regionais.
 
O governo não estimou quanto pretende arrecadar com os novos leilões, mas informou que eles representarão R$ 44 bilhões em investimentos ao longo da vigência dos contratos.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet