Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Notícias / Logística

Duplicação de trecho entre Cuiabá à Serra de São Vicente deve ficar pronto em 2018

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

07 Fev 2018 - 17:16

Foto: Assessoria/Dnit

Duplicação de trecho entre Cuiabá à Serra de São Vicente deve ficar pronto em 2018
A duplicação do trecho de aproximadamente 71 quilômetros entre Cuiabá e a Serra de São Vicente, na Rodovia BR-364/163, deve ser concluída até o fim deste ano. A informação foi confirmada ao Agro Direto pelo diretor de Infraestrutura Rodoviária do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Luiz Antônio Ehret Garcia.

Leia mais:
Rodovias podem receber pavimento a baixo custo com Pedágios Comunitários


O projeto do Dnit é de que a duplicação com pavimento de concreto chegue até a cidade de Rondonópolis. A obra, segundo Garcia é uma das principais de Cuiabá e que ao ser concluída irá trazer mais facilidades para o transporte de cargas em carretas e para o lazer.

“Esta é a obra mais importante que o Dnit está tocando no estado e já temos até o momento 110 quilômetros dos 174 de Cuiabá a Rondonópolis já duplicados. Iremos estar liberando ainda neste mês de fevereiro mais 20 quilômetros de pista nova em concreto,  que é um pavimento com vida útil muito maior  entre os dias 20 e 28 deste mês”, confirmou o diretor do Dnit.

“Estamos trabalhando bastante para que até o final deste ano tenhamos uma boa parte dos 174 quilômetros duplicados para que tenhamos uma melhoria na trafegabilidade da rodovia”, declarou.

Com a entrega deste novo trecho de 20 quilômetros de pavimento, os veículos vão passar a usar a pista nova construída em concreto para que a empreiteira faça trabalhe na reconstrução da pista antiga que está sendo atualmente utilizada. Nela será retirado o asfalto e terá a aplicação do concreto.  

O diretor do Dnite também pontuou que com finalização do trecho ainda neste ano, a rodovia vai estar duplicada desde a saída da capital até a cidade de Jaciara, o que pode conseqüentemente fomentar o turismo na região.

“Temos um potencial turístico enorme em Jaciara. Eu sou cuiabano e só vou a Jaciara a trabalho. Nunca fui a lazer, por que só de você pensar em pegar esta estrada com bastante carretas e bitrens de Cuiabá até lá dá uma desanimada. Ai a pessoa pensa melhor e vai para Chapada, mas em Jaciara temos cachoeiras belíssimas, temos esportes radicais. Temos uma série de lazer e de turismo. Temos águas termais e isso não acaba sendo atrativo por causa do trânsito”, avaliou.

Para Garcia, caso não haja nenhum imprevisto, a rodovia o trecho de Cuiabá à serra deve ser finalizado até o fim do ano. “Se o planejamento der certo e não haver nenhum problema de contingenciamento de recursos, iremos sim conseguir concluir este trecho de Cuiabá até São Vicente com a pista nova no final neste ano de 2018”, concluiu.

A previsão do Dnit é de concluir e entregar a obra de Cuiabá à Rondonópolis no primeiro semestre de 2019. 

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Vanderlei rossi piza
    15 Jan 2019 às 12:26

    Olá eu gostaria Vc E saber qual Impresa ta fazendo a execução do trabalho tenho interece de trabalhar na empresa envie meu Curriculum

  • Fabiano B. Silva
    08 Fev 2018 às 07:34

    Mas uma duvida é pertinente nesse caso, a rodovia não é concessionada? porque o investimento da duplicação é do governo? o que fazem com o valor do pedágio?

  • Marcelo
    08 Fev 2018 às 07:24

    Excelente a iniciativa do Dnit através da equipe local....uma pena o governo federal contingenciar os recursos, no que acarreta inúmeros atrasos nas obras. Outra indignação é saber que uma obra dessas sendo realizada com recursos públicos e na sequência entregue para a iniciativa privada, a concessão. Até hoje não vi melhorias significativas dela ao longo do trecho....só o básico do básico, bem básico!

  • ZE NINGUÉM
    07 Fev 2018 às 22:14

    “Se o planejamento der certo e não haver nenhum problema de contingenciamento de recursos, iremos sim conseguir concluir este trecho de Cuiabá até São Vicente com a pista nova no final neste ano de 2018” NAO VAI FICAR PRONTA E A DESCULPA JA ESTA DADA NA FRASE ACIMA. NOJO NOJO DE PROMETEREM INAUGURAÇÃO EM ANO ELEITORAL.......

  • josé
    07 Fev 2018 às 18:19

    Essa duplicação deve ter a idade do Brasil.

Sitevip Internet