Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Notícias / Pecuária

"Trabalho contínuo e integrado fez a pecuária brasileira ser reconhecida mundialmente", comemora Cidinho

Da Redação - Fabiana Mendes

03 Abr 2018 - 09:13

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto/Ilustração

A erradicação da febre aftosa no Brasil deverá ser oficializada na 86ª Sessão Geral da Assembleia Munidial da OIE, em Paris, em maio. Durante a sessão solene em comemoração, o senador Cidinho Santos (PR/MT) destacou o trabalho em conjunto do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, da Embrapa e de toda a cadeia produtiva, que permitiu o reconhecimento da condição de país livre da doença com vacinação pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

Leia mais: 
Maggi esclarece nova fase da Operação Carne Fraca e diz que população não corre risco

"O que estamos comemorando nessa sessão é o trabalho contínuo e integrado que fez a pecuária brasileira ser reconhecida mundialmente. É um trabalho de décadas e Deus quis que fosse sob a liderança do ministro Blairo Maggi, um lutador incansável pelo agronegócio brasileiro", comemorou.

O parlamentar ainda criticou a Operação Carne Fraca, que tinha como alvo um esquema de fraudes no setor de carnes e processados. Segundo Cidinho, a operação abalou a credibilidade do setor. "Há uma guerra comercial e precisamos conhecer o funcionamento do setor antes de jogar a reputação do Brasil no lixo. Por conta de poucos, o preço da carne bovina caiu, pressionado pelo preço do frango e da carne suína, que mal pagam os custos de produção", alertou o senador.

De acordo com a assessoria, a sessão foi presidida pelo senador Waldemir Moka (PMDB/MS) e contou com a presença do ministro Blairo Maggi, o secretário-executivo do Mapa, Eumar Novacki, do secretário de Defesa Agropecuária, Luís Rangel, do presidente da Embrapa, Maurício Lopes, os senadores Ana Amélia (PP/RS), Telmário Mota (PTB/RR) e Wellington Fagundes (PR/MT), além de entidades representativas e produtores rurais.
 

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • alexandre
    03 Abr 2018 às 11:51

    não foi a mega isenção fiscal ?

Sitevip Internet