Olhar Agro & Negócios

Quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Notícias / Geral

Mutirão Rural oferta mais de 30 serviços em comunidade rural da Sadia

Da Redação - Vitória Lopes

04 Jul 2018 - 09:51

Foto: Reprodução

Mutirão Rural oferta mais de 30 serviços em comunidade rural da Sadia
No último sábado (30), aconteceu um dos seis mutirões rurais marcados para julho, na comunidade Sadia I, a cerca de 30 quilômetros de Cuiabá. Com a oferta de mais de 30 serviços, a escola municipal Elias Domingo ficou bem movimentada durante todo o dia.

Leia mais:
Encontro em Cuiabá discute carros com auto-condução e test drive sem o protótipo físico do veículo


"Eu queria tirar a segunda via dos meus documentos. Mas quando cheguei e vi que podia cortar o cabelo e, ainda apreender a reaproveitar os alimentos em uma oficina de quatro horas, resolvi ficar o dia todo e aproveitar o máximo", conta Severina Almeida de Arruda, de 64 anos.

O Mutirão Rural é um dos programas mais antigos ofertados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (SENAR-MT), e entre os anos de 2011 e 2017, levou serviços e cidadania para mais de 1,2 milhões de pessoas.

Nos últimos três anos foi registrado um crescimento considerável em todas as áreas. Em 2017 foram mais de 22 mil pessoas atendidas, em 56 eventos. Para 2018, a expectativa é atender mais de 30 mil. "Nossa meta é realizar mais de 130 mil serviços neste ano", enfatiza o superintendente do SENAR-MT, Otávio Celidonio.

O produtor rural, secretário geral da Associação dos Agricultores Familiares do PA Nossa Senhora Aparecida e membro da Cooperativa Varzeagrandense (Coopergrande), Naildo dos Santos conta que a parceria com o SENAR-MT é primordial para as comunidades rurais distante das cidades. "Não só pela realização do Mutirão Rural que reúne mais de 30 serviços num só lugar, mas também pelos treinamentos que em parceria com a prefeitura oferece para os pequenos produtores".

Diretor da Escola Municipal Elias Domingo, Diogo Douglas da Silva, onde foi realizado o Mutirão Rural no último sábado acrescenta que o Mutirão Rural leva solução para as principais dificuldades enfrentadas. Ele explica ainda que no caso de Várzea Grande são comunidades que vivem às margens do rio Cuiabá, e que mesmo não sendo considerado uma longa distância, muitos não têm carro e enfrentam dificuldades com transporte. "O Mutirão Rural oferta dezenas de serviços no mesmo dia e no mesmo lugar. Isso facilita a vida de todos".

A secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável de Várzea Grande, Ellen Farias, concorda com Silva e acrescenta que a parceria entre prefeitura, SENAR-MT e dezenas de outros entidades e instituições com o objetivo de levar cidadania ao homem do campo é necessária. "Além de solucionar os problemas dos moradores das comunidades rurais, ainda leva diversão, informação e conhecimento para os cantos e recantos mais distantes das grandes cidades. Ninguém faz nada sozinho", enfatiza.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet