Olhar Agro & Negócios

Quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Notícias / Agricultura

Mato Grosso produziu 9% de toda soja no mundo no ano passado

Da Reda誽o - Vinicius Mendes

14 Set 2018 - 08:25

Foto: Mayke Toscano / GCom-MT

Mato Grosso produziu 9% de toda soja no mundo no ano passado
Em uma coletiva nesta quinta-feira (13), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgou os dados da safra 2016/2017 no Brasil. De acordo com o Instituto, só o Estado de Mato Grosso foi o responsável pela produção de 9% de toda a soja no mundo em 2017. Os dados também apontaram que MT teve cerca de 20% da área colhida no país e quatro dos 10 municípios com maior valor de produção no Brasil são Mato-Grossenses.
 
Leia mais:
Vazio sanitário da soja começa dia 15 em Mato Grosso
 
A pesquisa apontou uma queda no valor de produção de 2017 com relação ao ano de 2016. Isto porque, segundo o IBGE, as condições de venda em 2016 foram mais favoráveis que o comum.

Em todas as tabelas de valor de produção e plantio apresentadas pelo IBGE, Mato Grosso ficou bem posicionada. No ranking de valor de produção geral, Mato Grosso ficou atrás apenas do Estado de São Paulo, isso porque, segundo o IBGE, as culturas produzidas lá (laranja e cana-de-açúcar principalmente)tem um maior valor agregado.

De acordo com os dados: São Paulo teve valor de produção avaliado em R$ 53.140.924 milhões (16,6% do total do país), Mato Grosso teve R$ 43.383.793 milhões (representando 13,6% do total) e Paraná teve valor de produção avaliado em R$ 38.009.942 milhões (11,9 % do total).

Já com relação ao ranking de plantio, em Mato Grosso foi colhida uma área de 15.586.181 de hectares, sendo o estado que mais colheu (20% do total do país). Atrás vem os estados do Paraná, com 10.537.473 hectares colhidos, e Rio Grande do Sul, com 9.055.832 hectares colhidos.

Nas tabelas dos maiores municípios produtores, Sorriso e Sapezal obtém o primeiro e segundo lugar, respectivamente, com relação ao valor de produção. Já sobre a área colhida, Sinop é o que mais colheu (1.205.669 hectares), seguido por Campo Novo do Parecis (711.681 hectares) e Nova Mutum (695.636 hectares).

O IBGE também demonstrou que Mato Grosso é o maior produtor brasileiro de cereais, leguminosas e oleaginosas, além de ser o maior produtor de soja, sendo que 9% de toda a soja produzida no mundo em 2017 veio de Mato Grosso, o que corresponde a 30.479.870 de toneladas.

Com relação à produção de cereais, leguminosas e oleaginosas, inclusive, o IBGE avaliou que 24 dos 50 maiores municípios brasileiros que produzem são mato-grossenses. O segundo lugar, a Bahia, tem apenas seis municípios entre os 50.
 

2 comentários

AVISO: Os coment嫫ios s緌 de responsabilidade de seus autores e n緌 representam a opini緌 do Agro Olhar. vedada a inser誽o de coment嫫ios que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poder retirar, sem pr憝ia notifica誽o, coment嫫ios postados que n緌 respeitem os crit廨ios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da mat廨ia comentada.

  • Jorge rogerio
    21 Jan 2019 às 04:12

    Bom dia, sugiro uma reportagem sobre a falta de armazenamento de gr緌s nas principais regi髊s produtoras do pa疄. Obg.

  • MARCELO ARNO
    14 Set 2018 às 09:39

    E quem ficou com a riqueza? Desonera誽o tribut嫫ia, ICMS zero...墔ua e luz, por conta do criador, terra roubada do 璯dio, vinda do grilo, da ocupa誽o irregular, da multiplica誽o de t癃ulos e da forma誽o de uma d癉ida que pressiona o spread banc嫫io, com reflexo para todo o pa疄, como verdadeira lanterna de poupa de um rio que corre cheio de sangue, agrot闛icos e esgoto humano rumo ao rio paraguai, bacia da prata...uma hist鏎ia que se repete com um custo ambiental, animal, humano, de preserva誽o da pr鏕ria esp嶰ie, do que realmente importante na vida, os indicadores ou a vida bem vivida, com 墔ua limpa, com meio ambiente equilibrado, com dignidade humana espelhada no sorriso das nossas crian蓷s e dos nossos idosos...e daquilo, ode ?

Sitevip Internet