Olhar Agro & Negócios

Segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Notícias / Logística

​ANTT aumenta tarifa de pedágio da BR-163 e preços variam de R$ 3,80 a R$ 7; veja tabela

Da Redação - Vinicius Mendes

17 Out 2018 - 10:27

Foto: Rota do Oeste / Reprodução

​ANTT aumenta tarifa de pedágio da BR-163 e preços variam de R$ 3,80 a R$ 7; veja tabela
A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) reajustou a tarifa de pedágio da BR-163, em Mato Grosso, em 2,18%. A medida passa a valer a partir de zero hora de 18 de outubro. Na prática, são acrescidos R$ 0,10 aos valores. Assim, as novas tarifas variam de R$ 3,80 a R$ 7, de acordo com a área de abrangência.
 
Leia mais:
Governo publica edital para concessão de 233 kms de rodovias; pedágio deve custar R$7,90
 
A decisão foi publicada no Diário Oficial da União de hoje (17). O percentual ficou abaixo do Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) registrado no último ano, que foi de 4,48%. Vale destacar que a definição de reajuste é atribuição do Governo Federal e não da Concessionária.
 
O cálculo realizado pela ANTT para revisão tarifária tem como base o índice da inflação do período (IPCA), a inclusão ou exclusão de obrigações a serem cumpridas pela concessionária e o cumprimento do contrato assinado entre o Governo Federal e a Rota do Oeste. Com relação ao IPCA, o período considerado para estudo foi de julho de 2017 a julho de 2018.


 
Investimento
 
A Concessionária destaca que os valores arrecadados nas praças de pedágio são investidos majoritariamente na BR-163, por meio dos serviços de conservação, recuperação e manutenção do pavimento, bem como para custear os atendimentos aos usuários.
 
Os serviços operacionais tiveram início em 20 de setembro de 2014 e já acumulam cerca de 450 mil atendimentos no período, registrando uma média diária de 310 acionamentos. 
 
As equipes realizam trabalhos diversos, que vão desde recolhimento de objetos na pista à prestação de socorro e resgate de vítimas de acidentes, sempre com foco na garantia da segurança e preservação da vida.
 
Para assegurar a cobertura de todo o trecho sob concessão, a Rota do Oeste conta com 18 bases de Sistema de Atendimento ao Usuários (SAU), uma a cada 47 quilômetros, em média. As unidades dispõem de ambulância, guincho leve, guincho pesado e equipes de inspeção que monitoram toda a rodovia. Há ainda cinco caminhões pipas para atender a ocorrências que envolvem fogo ou risco de incêndio.

10 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Reginaldo
    18 Out 2018 às 13:55

    E a duplicação que é bom???? Nada... Tem gente levando rios de R$ pra afrouxar a fiscalização nesses prazos de termino da duplicação....

  • Luiz
    18 Out 2018 às 12:29

    JÁ DISSE, SOU CONTRA PEDAGIO, ACHO CUMULO VOCÊ TER PAGAR PRA TER ASFALTO BOM, SENDO QUE A RESPONSABILIDADE É DO GOVERNO. ELE QUEM DEVERIA MANTER OS ASFALTOS CONSERTADOS E EM CONDIÇÕES DE TRAFEGAR. ESSES PEDÁGIOS SÃO MAQUINA DE GANHAR DINHEIRO.

  • silvio lopes de moraes
    17 Out 2018 às 16:22

    Os caras não melhoram a pista em nada ,e vem a ANTT e faz aumentar o valor do roubo,isso é um favor aos Odebrechs,os quais são donos do país da safadeza.

  • Adauberam Manoel de Freitas
    17 Out 2018 às 15:22

    Mais um assalto no bolso do usuário sem nem um beneficio

  • Dorciliopedroza Martins
    17 Out 2018 às 14:04

    só ladrões nesse país

  • Paulo Barth
    17 Out 2018 às 13:54

    Ué nem terminaram a duplicação e já aumentaram o preço?

  • miguel peres
    17 Out 2018 às 12:25

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • ribeiro
    17 Out 2018 às 11:58

    Simplesmente vergonhoso !!!! nada mais a declarar

  • Professor pardal
    17 Out 2018 às 11:46

    Por que não cobram a duplicação imediata da odebrecht? Aumentar pedágio com base em que, pois o asfalto é de péssima qualidade rodovia sem acostamento, esse país é uma piada mesmo.

  • gildo
    17 Out 2018 às 11:15

    É uma vergonha ser cobrado imposto na 163 sentido Cuiabá a Sinop, não tem nenhuma maquina trabalhando, a duplicação esta parada, cade o poder publico para brigar por nos, triste estamos em um pais sem dono...

Sitevip Internet