Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 17 de setembro de 2019

Notícias / Economia

Governo encaminha para Assembleia projeto que possibilita crescimento na arrecadação estadual

Da Redação - Thaís Fávaro

19 Fev 2019 - 09:41

Foto: Rogério Florentino/ Olhar Direto

Governo encaminha para Assembleia projeto que possibilita crescimento na arrecadação estadual
O governador Mauro Mendes assinou, nesta segunda-feira (18), o projeto de lei que autoriza a criação da “Nota MT”, programa que irá possibilitar o crescimento da arrecadação estadual sem aumento da carga tributária. De acordo com assessoria do Governo, a Nota MT também irá estimular o cidadão a solicitar o documento fiscal eletrônico, ou seja, a nota fiscal. O projeto agora será encaminhado para apreciação da Assembleia Legislativa.

O projeto prevê a distribuição de prêmios para o contribuinte e também para instituições sociais previamente cadastradas, proporcionando maior engajamento e aceitação da sociedade.

Leia mais
Em queda, preço do etanol já reduziu 7% desde o início do ano em postos de Cuiabá
 
O governador explicou que a Nota MT tem similaridade com a que foi implantada na gestão dele na Prefeitura de Cuiabá. “A exemplo do que fizemos em Cuiabá, da Nota Fiscal Cuiabana, que distribuía prêmios em dinheiro, ela também terá o papel de educação fiscal. Tenho certeza que também será um sucesso em Mato Grosso e vai ajudar a melhorar a arrecadação”, destacou.

Ainda de acordo com o governador, a expectativa é pela aprovação do projeto por parte da Assembleia. “Espero que eles aprovem essa iniciativa que irá contribuir no aumento da arrecadação e favorecer diretamente a população. O projeto deverá ser amplamente debatido e aguardamos que no final, ele seja aprovado pelos deputados, respeitando sempre o processo democrático”, ressaltou.

A responsabilidade do projeto será da Secretaria de Estadual de Fazenda (Sefaz). “Hoje nos emitimos em torno de 1 milhão de notas fiscais por dia. Há muita sonegação e nosso objetivo é aumentar para algo em torno de dois milhões de notas fiscais emitidas diariamente, fortalecendo a arrecadação”, afirmou o secretário de Fazenda, Rogério Gallo.
 

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • alberto
    20 Fev 2019 às 07:48

    Amém,....até que enfim teve uma sacada legal...NOTA LEGAL funciona, mas tu tens de estimular as prefeituras do interior a reativar as emissões de notas fiscais dentro do município o que temos é que muitas não têm convênio com a sefaz...

  • DESEMPREGADO
    19 Fev 2019 às 18:48

    OS IMPOSTOS DEVERIAM SER VIÁVEIS DE FORMAQUE NÃO SUFOCASSE O PEQUENO E A ENERGIA DEVERIA SER UM INCENTIVO PARA AS INDUSTRIAS PRODUZIREM E SEREM COMPETITIVAS MAS COM ESSE ESTADO INCHADO FALTA MUITO AINDA !!

Sitevip Internet