Olhar Agro & Negócios

Segunda-feira, 09 de dezembro de 2019

Notícias / Economia

Acordo garante investimento de R$ 571 milhões para empreendedores em Mato Grosso

Da Redação - José Lucas Salvani

20 Mar 2019 - 16:01

Foto: Marcos Vergueiro | Secom MT

Acordo garante investimento de R$ 571 milhões para empreendedores em Mato Grosso
Um total de  R$ 571 milhões será destinado a empreendedores do setor privado em Mato Grosso. O valor é resultado de um protocolo de intenções assinado pelo governador de Estado Mauro Mendes (DEM) com o presidente do Banco da Amazônia, Valdecir Tose. O termo visa impulsionar o desenvolvimento no Estado.

Leia mais:
Sine oferece 1.114 vagas de emprego em 29 cidades; Cáceres “lidera” com 370

O valor investido em 2019 é superior em R$ 221 milhões em relação ao ano passado. Em 2018, foi disponibilizado pouco mais de R$ 350 milhões. Para o presidente do Banco, o recurso é importante para o financiamento de projetos privados e atração de investidores para o Estado.

“Esse recurso é muito importante para as nossas cadeias produtivas. Mato Grosso tem grande potencialidade de continuar crescendo e a oferta de crédito é extremamente importante para que possa ampliar a atividade produtiva em todo o Estado”, destaca o governador.

Ainda que o financiamento atinja exclusivamente o setor privado, Mauro Mendes acredita que o setor público será beneficiado indiretamente porque, segundo ele, com o crescimento da iniciativa privada, há crescimento na arrecadação de impostos e geração de empregos. “Eu tenho certeza que esta iniciativa do banco da Amazônia, em parceria com o setor produtivo, intermediado pelo Governo do Estado trará amplos benefícios a todo o Estado e a todos os mato-grossenses”, ressalta.

Os recursos disponibilizados são de fundos constitucionais criados justamente para o investimento nas regiões do Centro-Oeste, Nordeste e Amazônia. Segundo assessoria, o recurso busca alavancar o crescimento do setor produtivo, gerando empregos e desenvolvimento regional.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Nos Observadores
    21 Mar 2019 às 19:14

    "Ainda que o financiamento atinja exclusivamente o setor privado" e isso é ruim? Glória a deus se houvesse financiamento só pro setor privado pq a cada R$1 que entra no setor público -R$2 fica de divida pra população pagar.

  • Felipe
    20 Mar 2019 às 17:30

    Boa´tarde. O atual presidente se chama Valdecir Tose. abraços

Sitevip Internet