Olhar Agro & Negócios

Quinta-feira, 26 de novembro de 2020

Notícias / Economia

Palestra em Cuiabá mostra facilidades e benefícios de investir no mercado imobiliário da Flórida

Da Redação - Isabela Mercuri

22 Mai 2019 - 16:22

Foto: Reprodução / Instagram

Casa em Ruby Lake

Casa em Ruby Lake

A CEO e especialista em investimentos imobiliários na Flórida, Bruna Sereno, ministra, no próximo dia 11 de junho, em Cuiabá, uma palestra sobre as facilidades e os benefícios de se investir em casas em Orlando e em Miami. O evento tem entrada gratuita, mas é necessário fazer inscrição, pois as vagas são limitadas (AQUI). Ele acontece na Estocolmo Automóveis (Volvo), às 19h30.

Leia também:
Nova pista de pouso e decolagem deve ser construída em até três anos no aeroporto de Cuiabá

Segundo Brunna Pareja, 31, cuiabana que vive há 14 anos em Orlando e trabalha como corretora de imóveis na mesma empresa da palestrante, Selecta Realty, o processo para comprar uma casa em Orlando é extremamente simples. “É um processo muito simples, que o investidor não precisa ir aos Estados Unidos para assinar a documentação. Caso for financiado, a escrituralção tem que ser feita no consulado americano no Brasil. E os juros no financiamento estão variando na média de 6% ao ano". 

O estado da Flórida recebeu, só em 2018, 126 milhões de turistas, sendo que somente Orlando recebeu 75 milhões. Estes números, segundo Brunna, provam que a cidade é um paraíso para quem quer investir. “Os compradores buscam investir em casas que alugam para temporada, pois os alugueis ajudam a custear as despesas da casa. As casas são gerenciadas por empresas de administração que são especializadas nesse tipo de locação", explica.

Os valores das casas variam de U$S180 mil a alguns milhões de dólares e dependem de vários fatores, como tamanho e localização. As casas podem chegar até 14 dormitórios, e essas também tem a melhor rentabilidade para quem busca retorno financeiro.

“O retorno pode chegar a números muito expressivos, porém, uma série de fatores faz ser uma casa rentável ou não. E tem alguns projetos que garantem o retorno dos primeiros dois ou quatro anos, de 10%”, afirma Brunna, que é corretora nos Estados Unidos.

Caso o cliente opte por comprar financiado, a entrada é de 30%, e o comprador precisa comprovar a capacidade financeira no Brasil.

De acordo com a corretora, os brasileiros são muito bem vistos pelos bancos, e estes chegam até a disputar os clientes, oferecendo as melhores taxas de juros. “Pra fazer o financiamento é necessário o trabalho de um corretor de financiamentos, que vai falar com várias financeiras e apresentar os prós e contras de cada banco”, explica. 

Todas as informações sobre o que é necessário para comprar um imóvel nos EUA, sobre os benefícios e regras, serão passadas no dia da palestra. Inscrições AQUI. Mais informações (65) 99648-7212

Comentários no Facebook

Sitevip Internet