Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Notícias / Economia

Cáceres terá a maior usina de energia solar pública de MT; economia mensal de R$ 500 mil

Da Redação - Thaís Fávaro

26 Set 2019 - 17:00

Foto: Ilustração

Cáceres terá a maior usina de energia solar pública de MT; economia mensal de R$ 500 mil
A Prefeitura de Cáceres (219 Km de Cuiabá) abriu processo licitatório de concorrência pública para a construção de usina minigeradora de energia solar fotovoltaica de 2.335kWp na sede do Executivo para atender todos os órgãos municipais. Essa será a maior usina de energia solar do Estado e a previsão é que a economia mensal da prefeitura chegue à R$ 500 mil.

Leia mais
Avaliada em U$ 300 mi, maior usina solar do Brasil será instalada em Chapada dos Guimarães

A abertura dos envelopes com as propostas de preço do processo licitatório será no dia 11 de outubro, na sala da licitação da Secretária de Administração.
 
De acordo com o prefeito de Cáceres, Francis Maris Cruz, a iniciativa revela a preocupação da administração municipal com a energia limpa, sustentabilidade, aquecimento global e preservação do meio ambiente. “E considerando a vida útil das placas solares, de 25 a 30 anos, a estimativa é que o município economize em torno de R$ 180 milhões”, frisou o prefeito.

O coordenador de iluminação pública, engenheiro Bruno Renostro, explicou como funciona o processo de captação e de pagamento de conta de energia. “Nós vamos captar a energia do sol e transformar em energia elétrica. Cada metro tem uma capacidade de produção, para conseguirmos a energia necessária a todos os prédios da prefeitura como escolas, unidades de Saúdes", declarou.

"Precisamos de uma área de 6.000 placas, que totalizam 20 mil metros quadrados, a serem transformados em cobertura para estacionamento de carros e ônibus escolares. A prefeitura vai repassar para Energisa toda energia captada, a Energisa vai transformar em crédito e abater na conta de energia da prefeitura”, completou o engenheiro eletricista.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet