Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 21 de abril de 2021

Notícias / Agronegócio

Pauta da FPA

Neri pede a Guedes que trabalhe por ‘sanção sem vetos’ a fundo de investimento para agricultura

Da Redação - Isabela Mercuri / Do local - Max Aguiar

05 Mar 2021 - 10:05

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Neri pede a Guedes que trabalhe por ‘sanção sem vetos’ a fundo de investimento para agricultura
O deputado federal Neri Geller participou, na última sexta-feira (26), de uma reunião com os ministros da Infraestrutura Tarcísio de Freitas e o da economia, Paulo Guedes. Além de interceder pela manutenção da BR-158, a bancada pediu a Guedes que trabalhe pela sanção ‘sem vetos’ da “Fiagro”, um fundo de investimento para agricultura.

Leia também:
Ministro Tarcísio afirma a deputados que BR-158 deve ser pavimentada no início de 2022

“Nós tratamos de dois assuntos, estavam os quatro diretores da FPA. O primeiro foi o Fiagro, foi votado, e aí o senador Carlos Fávaro fez um grande trabalho, que é o fundo de investimento para agricultura, que ele fosse sancionado sem vetos. Porque é muito importante a receita federal entender que isso é um fundo que vai trazer crédito para a agricultura e, portanto, o governo vai precisar equalizar menos recursos no plano safra”, explicou Neri.

Outro assunto tratado na reunião, segundo o parlamentar, foi o orçamento do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). “O DNIT está com o menor orçamento dos últimos 20 anos. Precisamos turbinar um pouco mais, colocar um pouco mais de recurso, então foram essas pautas discutidas, da 158 com o ministro Tarcísio e também foi discutido com o ministro Paulo Guedes para que ele dê as condições mínimas necessárias para tocar a manutenção da 158, da 163, que precisa de manutenção do DNIT”, afirmou.

Em relação à situação da BR-158, que, entre os municípios de Confresa e Ribeirão foi transformada praticamente em um 'atoleiro' e está intrafegável, Neri afirmou que foi feito um apelo a Tarcísio. “Se o Ministro Tarcísio não conseguir efetivar, executar esse ano, que ele faça no mínimo a manutenção, que realmente é uma vergonha o que está acontecendo lá, a manutenção muito precária, o pessoal não consegue tirar a safra, lógico, tem excesso de chuva, tem tudo isso, é compreensível, mas isso tem que ser visto, nós precisamos fazer um arranca-safra lá, então tem que ter uma posição firme”, afirmou.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet