Olhar Agro & Negócios

Sábado, 18 de setembro de 2021

Notícias / Geral

15ª posição no ranking

Mato Grosso quase dobra valor de transformação industrial em nove anos, aponta pesquisa do IBGE

Da Redação - Marcos Salesse

25 Jul 2021 - 10:33

Foto: Reprodução

Mato Grosso quase dobra valor de transformação industrial em nove anos, aponta pesquisa do IBGE
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apresentou na terça-feira (20) os resultados da Pesquisa Industrial Anual Empresa (PIA Empresa), realizada em 2019. Os dados mostram que Mato Grosso quase dobrou o valor da transformação industrial (VTI), passando de R$ 9.442.464.000, em 2010, para R$ 18.079.028.000, em 2019. O valor é calculado a partir da diferença entre o valor bruto da produção industrial e os custos das operações industriais.

Leia mais: 
Associação de extrativistas inaugura unidade de beneficiamento de castanha-do-Brasil em MT

Desse valor, R$ 17.484.340.000 foram das indústrias de transformação e R$ 594.688.000 das indústrias extrativas. Em 2018, o total do VTI do estado havia sido de R$ 17.339.082.000.  A PIA Empresa investiga as empresas industriais e suas unidades locais produtivas, sendo uma das fontes de dados utilizadas para o cálculo do Produto Interno Bruto (PIB). 

A participação de Mato Grosso no valor da transformação industrial do Centro-Oeste, que foi de R$ 77.206.781.000 em 2019, foi de 23,4%. Em 2010, porém, havia sido de 25,7%. Já a participação do Centro-Oeste em relação ao valor da transformação industrial do país cresceu de 4,5%, em 2010, para 5,6%, em 2019.

Mato Grosso fica na 15ª posição no ranking dos estados em valor da transformação industrial para unidades locais produtivas industriais em empresas com cinco ou mais pessoas ocupadas, com 1,3% de participação sobre o total no Brasil.

Na lista de receita líquida de venda em unidades locais produtivas industriais em empresas com cinco ou mais pessoas ocupadas, porém, o estado vai para 12º colocado, com 2% de participação do total brasileiro. Já no ranking de pessoal ocupado, Mato Grosso também fica em 12º lugar, com 1,4% do país.

Fabricação de produtos alimentícios (54,3%); fabricação de coque, de produtos derivados do petróleo e de biocombustíveis (12,7%); e fabricação de bebidas (7,5%) foram as principais atividades industriais de Mato Grosso em relação ao total do valor da transformação industrial. Demais atividades da indústria respondem por 25,5%.

A receita líquida de vendas aumentou de R$ 26.695.801.000, em 2010, para R$ 66.678.027.000, em 2019, no estado. O pessoal ocupado em 31 de dezembro subiu de 92.261 para 102.412 no período. Os salários, retiradas e outras remunerações passaram de R$ 1.485.572.000 para R$ 3.048.592.000 na mesma comparação.

A publicação Pesquisa Industrial Anual Produto 2019 (PIA Produto) aponta que carnes de bovinos frescas ou refrigeradas foi o primeiro colocado no ranking de produtos/serviços industriais por valor de produção em unidade locais produtivas industriais em empresas com 30 ou mais pessoas ocupadas em Mato Grosso, com R$ 15.147.295.000.

Sobre a PIA

A série da PIA teve início em 1966 e apresentou, até 1995, resultados em anos intercensitários, com exceção dos anos de 1971 e 1991. A partir de 1996, a PIA-Empresa foi adequada aos parâmetros do modelo de produção das estatísticas industriais, comerciais e de serviços. Nesse modelo, os censos econômicos quinquenais foram substituídos por pesquisas anuais.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui
Sitevip Internet