Olhar Agro & Negócios

Sábado, 04 de dezembro de 2021

Notícias | Geral

Segundo SindiPetróleo

Reajuste do diesel irá elevar novamente valores de outros combustíveis e produtos em supermercados

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Reajuste do diesel irá elevar novamente valores de outros combustíveis e produtos em supermercados
O novo reajuste no diesel, anunciado na terça-feira (28) pela Petrobrás, pode elevar novamente valores de outros combustíveis e produtos em supermercados, segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis de Mato Grosso (SindiPetróleo). A partir desta quarta-feira (29), o preço médio nas refinarias passa de R$ 2,81 para R$ 3,06 por litro, ou seja, R$ 0,25 por litro nas vendas das refinarias para as distribuidoras.

Leia também:
Petrobrás anuncia reajuste de 8,9% no preço do diesel após 85 dias

O Sindipetróleo esclarece que o repasse pelos postos depende de uma série de questões, já que o posto revendedor é o terceiro agente da cadeia de combustíveis. “É preciso considerar a formatação de preços das distribuidoras, impostos e a mistura de 12% de biodiesel a 88% de diesel”, explica Nelson Soares, diretor-executivo do Sindicato que representa a revenda. 

Segundo nota da estatal Petrobras, o reajuste reflete “parte da elevação nos patamares internacionais de preços de petróleo e da taxa de câmbio”. 

O Sindipetróleo avalia que o aumento, nesse caso em função do preço do petróleo no mercado internacional, vai refletir no diesel e em outros combustíveis, pois aumenta o frete e atinge os preços nas gôndolas do supermercado e tudo mais que é transportado via rodovias. “O Sindicato entende que para o posto, num momento de grande desvalorização da renda familiar, reajuste nesse patamar pode significar menor volume de vendas, pois o consumidor tende a reduzir seus gastos”. 

ICMS 

O aumento na Petrobras será somado à alta no preço de pauta dos combustíveis. Uma nova base de cálculo passará a vigorar a partir de 1º de outubro e o impacto previsto é de R $0,0441 em cada litro. Lembrando que no caso do diesel comum (S500), a alíquota de 17% é calculada sobre o preço de pauta de R$ 5,0607. A pauta anterior é de R$ 4,8014. 

A pauta da gasolina, cuja alíquota é de 25%, também sofreu reajuste e o impacto será de R$ 0,0913. Já no etanol, cuja alíquota é de 12,5%, o impacto será de 0,0473.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet