Olhar Agro & Negócios

Sábado, 04 de dezembro de 2021

Notícias | Geral

Mapa qualifica profissionais para o combate à aftosa

Uma equipe do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) capacita médicos veterinários para fazer o inquérito soroepidemiológico que avaliará a existência de circulação do vírus da febre aftosa no Rio Grande do Norte (RN) e Paraíba (PB). O primeiro treinamento já ocorre nesta semana em João Pessoa/PB e Nata/RN. Novas atividades estão previstas para os meses de outubro e novembro.

Na programação, os profissionais recebem informações sobre o estudo e orientações para a realização das visitas prévias nas propriedades selecionadas nos dois Estados. Os profissionais também são instruídos para a realização das entrevistas com os produtores e a transmissão das devidas orientações. Outra questão ressaltada é a importância do correto preenchimento dos formulários elaborados para registros das informações.

O treinamento visa a capacitar os profissionais para a execução do trabalho no padrão estabelecido, o que refletirá nos resultados. Essa ação é parte do cronograma em execução na região, com vistas ao reconhecimento da área como zona livre da aftosa com vacinação, juntamente com os estados de Alagoas, Ceará, Maranhão, Pernambuco, Piauí, e parte Centro-Norte do Pará.

O cronograma prevê ações até março do próximo ano, quando serão analisados os resultados, junto com outros dados técnicos e estruturais dos serviços veterinários estaduais, para um possível reconhecimento do bloco como livre de aftosa com vacinação.

Na terça-feira, 25 de setembro, o ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, assinou Instrução Normativa que incluiu os Estados do Rio Grande do Norte e da Paraíba no inquérito soroepidemiológico em andamento na região.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet