Olhar Agro & Negócios

Domingo, 25 de agosto de 2019

Notícias / Cooperativismo

Mutirões da Delegacia Federal devem emitir 1.500 documentos em abril

MDA

16 Abr 2013 - 14:57

Coordenados pela Delegacia Federal do Ministério do Desenvolvimento Agrário no Ceará e pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) – autarquia ligada ao MDA –, os mutirões de documentação continuam atraindo milhares de agricultores familiares pelos assentamento e municípios por onde passam as caravanas do ministério.

Neste mês de abril, a previsão é de que mais de 750 trabalhadores rurais sejam atendidos no estado, dos quais dois terços – ou seja, aproximadamente 500 – são mulheres. O número de documentos emitidos deve chegar a 1.500, segundo a delegada federal substituta do MDA no Ceará, Lusimara Lopes.

Em março, foram 1.312 trabalhadores atendidos no estado, dos quais 681 mulheres. O número de documentos emitidos chegou a 2.065. “Houve uma forte divulgação, feita pela delegacia federal, sobre os mutirões, nos nove municípios onde eles ocorreram. O resultado foi que a importância de poder exercer o direito de cidadania a partir da posse dos principais documentos acabou atraindo muitos trabalhadores rurais”, afirmou Lusimara Lopes.

Parcerias

Os próximos mutirões, em municípios do Ceará, neste mês, são os seguintes: Altaneira (dias 15 e 16), Nova Olinda (17 e 18), Saboeiro (19 e 20) e Fortaleza (21). No início do mês foram realizados mutirões em Salitre (dias 9 e 10), Antonina do Norte (11), Potengi (12 e 13).

Os mutirões do MDA e do Incra contam com a parceria do Ministério do Trabalho e Emprego (emissão da carteira de trabalho), do Instituto de Identificação do Governo do Estado (emissão de RG), do INSS (atendimento previdenciário – Programa de Educação Previdenciária) e da Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social, por meio do CADÚnico – Emissão de Bolsa Família.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet