Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 13 de abril de 2021

Notícias / Pecuária

656 ações

PNDS Sustentabilidade: novas estratégias da suinocultura brasileira

ABCS - Associação Brasileira dos Criadores de Suínos

19 Abr 2013 - 06:15

De 2010 a 2012, realizou mais de 656 ações nos 10 estados em que atuou, capacitando mais de 28 mil pessoas entre produtores e colaboradores, açougueiros e consumidores. Como parte da missão em trabalhar para a favor dos suinocultores brasileiros, a Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) ousou chamando a atenção de todos os elos da cadeia para as oportunidades do mercado interno e do aumento de consumo da carne suína com a criação do Projeto Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (PNDS). De 2010 a 2012, realizou mais de 656 ações nos 10 estados em que atuou, capacitando mais de 28 mil pessoas entre produtores e colaboradores, açougueiros e consumidores. Também durante esta etapa o projeto sensibilizou mais de 1,2 milhão de pessoas quanto à saudabilidade e qualidade da carne suína. Após três anos, o Brasil deixou definitivamente a estagnação no consumo de carne suína e hoje consome mais de 15kg per capita de carne suína.

Para os próximos anos, a ABCS acredita ser de fundamental importância atuar no desenvolvimento de ações sustentáveis nas bases da cadeia (produção, indústria e comercialização) para que possam garantir o futuro da atividade e a geração de renda aos produtores, varejistas e agroindústrias que comercializam carne suína. Com esse objetivo foi criado o PNDS Sustentabilidade, novo projeto que será realizado pela ABCS em parceria com o Sebrae Nacional e a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, num novo convênio firmado entre as entidades para o biênio 2013-2015.

Para o presidente da ABCS, Marcelo Lopes, o PNDS sustentabilidade é fruto dos excelentes resultados apresentados em sua primeira fase e representa um momento mais maduro e com objetivos mais ousados da entidade. “Acredito que teremos muito trabalho pela frente e vamos atuar para mais um projeto vitorioso, onde todos os elos da cadeia são atendidos e se unirão pelo objetivo maior de aumentar em 18kg o consumo da carne suína no Brasil”, comentou.

O projeto irá criar metodologias para aumentar a eficiência produtiva das granjas e agroindústrias, com a aplicação de práticas sustentáveis. Serão executadas ações em 16 unidades da federação que possuem entidades afiliadas a ABCS: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Espírito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Sergipe, Pernambuco e Ceará.

O foco de trabalho do PNDS sustentabilidade será a conscientização, por meio da prática de ações nos elos de produção, indústria e comercialização, dos integrantes da cadeia que é preciso e possível conciliar o crescimento da atividade à prática de ações que reduzam o impacto ao meio ambiente, a otimização eficiente de recursos humanos e técnicos e a gestão eficiente da atividade. Serão desenvolvidas três áreas macro: Produção Sustentável; Práticas Sustentáveis na Indústria; Capacitação E Treinamentos Para a Alavancagem de Consumo da Carne Suína.

A expectativa para o projeto que será executado de 2013 a 2015 e capacite mais de 100 estabelecimentos entre pequenas granjas e agroindústrias para o desenvolvimento de ações e práticas sustentáveis ao meio ambiente, realizar cursos, consultorias e palestras para os produtores e colaboradores de suas granjas focadas em melhorias ambientais no processo da produção de suínos e mecanismos de desenvolvimento limpo (MDL).

Para o gerente de agronegócio do Sebrae Nacional, Ênio Queijada, “além de manter as conquistas já alcançadas, os resultados e os números, que são visíveis e comprovados, o PNDS Sustentabilidade vem para adentrar esta selva tão importante que é a questão da sustentabilidade”. O gerente destaca que o objetivo maior é mostrar que o setor está atento sim às questões ambientais. “Juntos vamos preservar a imagem do setor na sociedade como uma todo e continuar promovendo e desenvolvendo a suinocultura brasileira”, reforça.

Em continuidade a primeira fase desenvolvida pelo PNDS com foco no aumento do consumo da carne suína pelos brasileiros, a entidade elaborou para 2013 a Semana Nacional da Carne Suína a ser realizada em supermercados de todo o país de 02 a 16 de outubro.

Contagiada pelos eventos esportivos a serem realizados no país a partir do ano que vem, a entidade lançou a inovadora campanha de incentivo ao consumo da carne suína com o slogan “A carne suína é 10”, considerada parte da estratégia de fortalecimento da associação para este ano. A semana pretende garantir maior espaço para a carne suína nas gôndolas do varejo, reestruturar o formato do produto, tornando-o mais prático e aprimorar ainda sua apresentação nos pontos de venda, oferecendo uma consistente diversidade de cortes, criando opções dissociadas de gordura.

Para o presidente da ABCS, Marcelo Lopes, a semana vem ao encontro da meta estabelecida pela entidade de alcançar o consumo médio de 18kg per capita [atualmente, o consumo estimado é de 15,1 kg até o final de 2015. “Essa é uma conquista para o setor de suínos, uma iniciativa que trará resultados representativos para o consumo de carne suína no Brasil”.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet