Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Notícias / Cooperativismo

Mais de três mil famílias catarinenses serão beneficiadas com assistência técnica

MDA

26 Abr 2013 - 07:21

Foto: Reprodução - Ilustração

Mais de três mil famílias catarinenses serão beneficiadas com assistência técnica
Cooperativas de agricultura familiar de Santa Catarina vão ter acesso a técnicas para desenvolverem suas administrações e gerarem mais renda. O programa Ater Mais Gestão, uma modalidade de assistência técnica do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) direcionada a pessoas jurídicas, será implantado no oeste do estado, beneficiando 32 cooperativas e mais de três mil famílias.

O objetivo da ação é facilitar o acesso dos empreendimentos da agricultura familiar aos mercados por meio da qualificação de gerenciamento de seus projetos. A delegacia do MDA no estado vai se reunir nesta sexta-feira (26) com a Apaco (Associação dos Pequenos Agricultores do Oeste de Santa Catarina) e com a Adeop (Agência de Desenvolvimento do Oeste do Paraná) para alinhas as ações de apoio do ministério à iniciativa.

“Com essas duas reuniões, nós pretendemos desencadear um processo de aproximação entre os atores que vão realizar o trabalho, de forma que as cooperativas se sintam bem e conheçam o conjunto das propostas do Programa”, adianta o delegado do ministério em Santa Catarina, Jurandi Teodoro.

A Adeop será a responsável pela assistência técnica (Ater). A empresa vai auxiliar empreendimentos da agricultura familiar na análise dos fluxos de caixa, no desempenho econômico, no bom gerenciamento de logística e na regularização fiscal das cooperativas. Na opinião de Jurandi, a ação vai possibilitar aumento de renda e manutenção das famílias no campo. “As cooperativas vão poder inserir seus produtos no mercado com maior qualidade, de acordo com a necessidade do mercado. Se tivermos as cooperativas preparadas do ponto de vista gerencial, essas famílias vão poder apostar em seus projetos de vida no espaço rural”, pondera o delegado.

A assistência técnica vai ser oferecida apenas às cooperativas que possuem DAP Jurídica (Declaração e Aptidão ao Pronaf) e vai facilitar o acesso às políticas públicas de compras do governo, como os programas de Aquisição de Alimentos (PAA) e de Alimentação Escolar (Pnae). “Nós temos o mercado de compras governamentais que não é totalmente atendido, remunera bem e contribui para bons hábitos alimentares para crianças e jovens. São valores importantes para essas cooperativas que têm a oportunidade de participar, a partir de uma maior organização deles”, conclui Jurandi.

Aumento da renda

Uma das cooperativas beneficiadas pela iniciativa é a Cooperpomares, situada em Monte Castelo. O empreendimento começou em 2004, quando um grupo de agricultores familiares acreditou que a plantação de maçãs seria uma boa alternativa ao fumo, que era predominante na região.

Atualmente, 135 produtores comercializam mais de duas mil toneladas da fruta por ano para todo o Brasil. De acordo com o presidente da Cooperpomares, Dênis Grein, esse número vai aumentar com o auxílio do programa Ater Mais Gestão. “Vai ajudar muito, porque é uma atividade nova para a região e estamos começando a dominar agora. Queremos, a partir da Ater, melhorar a produção, vender mais e aumentar a renda”, observa Grein.

Denis ainda salienta que essa não é a primeira vez que recebe ajuda para gerenciar melhor a cooperativa. “Ano passado, nós participamos de um curso de gestão administrativa para pequenas cooperativas, em Florianópolis. Tudo que vem para nos orientar é bem vindo”, destaca.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet