Olhar Agro & Negócios

Domingo, 22 de setembro de 2019

Notícias / Cooperativismo

Pescadores de Várzea Grande podem receber financiamento de até R$ 130 mil

Da Redação - Rodrigo Maciel Meloni

06 Mai 2013 - 11:03

Foto: Reprodução

Pescador ribeirinho praticando a atividade no Rio Cuiabá - MT

Pescador ribeirinho praticando a atividade no Rio Cuiabá - MT

Pescadores, técnicos, autoridades e moradores da comunidade de Bonsucesso, localizado em Várzea Grande, receberam auxílio da Empresa Mato-Grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e da Federação dos Pescadores de Mato Grosso, que esclareceram o funcionamento do Pronaf Mais Alimentos e os documentos necessários para ter acesso facilitado ao crédito, que pode chegar a R$ 130 mil - voltada para a atividade pesqueira.

Empresários da Hungria visitam Mato Grosso e analisam potencialidades da aquicultura
Identificação eletrônica de peixes agrega valor ao produto

O objetivo é ajuda-los na aquisição de equipamentos, barcos e implantação de estruturas como tanques e represas.

O presidente da Associação de Pescadores de Bonsucesso, Francenil de Jesus Souza, informa que na comunidade existem 213 pescadores profissionais que estão buscando informações para permanecer na atividade. Ele lembra que na década de 90, um pescador retirava 200 quilos de peixe por dia dos rios e hoje com a falta de pescado é preciso descer rio abaixo para tentar a sorte.

“Hoje a maioria do peixe comercializado é criado em cativeiro. Nossa finalidade é produzir peixe em viveiro escavado e construir uns 50 tanques”, destaca Francenil.

O trabalho dos técnicos será a vistoria in loco, na casa do pescador, conferindo documentação, principalmente se possui a carteira de pescador, atividade profissional, necessidade de aquisição de equipamentos e outros. Somente com a aprovação do cadastro, o pescador vai receber a Declaração de Aptidão do Pronaf (DAP) e realizar o financiamento.

Dados da Federação dos Pescadores de Mato Grosso, dão conta de que aproximadamente três mil pescadores estão buscando linhas de crédito para aquisição de embarcações, além de meios para expandir a capacidade produtiva.

A escassez de pescado nos rios do Estado tem levado pescadores a buscar alternativas para manter a atividade, e assim garantir lucro e renda para a família ribeirinha.

Passo a passo

Para conseguir financiamento o pescador deve ter o Registro Geral da Atividade Pesqueira (RGP), junto ao Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA). O Plano objetiva financiar projetos produtivos individuais ou coletivos, gerando renda a todos que desejam produzir pescado.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet