Olhar Agro & Negócios

Segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Notícias / Cooperativismo

Infraestrutura será prioridade de novo assentamento

MDA

06 Mai 2013 - 07:00

Em solenidade realizada nesta sexta-feira (3), em Xambioá, no extremo norte de Tocantins, o ministro do Desenvolvimento Agrário (MDA), Pepe Vargas, inaugurou novo assentamento do município, este com capacidade para abrigar 40 famílias.

O ministro Pepe Vargas entregou ao presidente do Sindicato de Trabalhadores Rurais do município, Carleon Costa da Silva, o cronograma de implantação do assentamento e disse que, cumprida todas as etapas já no segundo ano, quando a Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) estiverem consolidadas, as famílias terão conquistado a orientação técnica necessária para produzir e ter renda. “Dessa maneira será possível vender não só para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), como também para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). É bom iniciar um assentamento tendo um compromisso como esse firmado pela Prefeitura", disse o ministro.

A prefeita de Xambioá, Sílvia Machado, assegurou que vai adquirir a produção dos assentados da reforma agrária por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). Ao se dirigir às famílias beneficiárias, a prefeita as incentivou a utilizar todo o potencial da terra. "O assentamento é uma oportunidade de vida para vocês", frisou ao adiantar que, com as máquinas recebidas pelo PAC 2, a prefeitura vai melhorar as condições das estradas nos assentamentos, favorecendo o escoamento da produção e o deslocamento dessas famílias.

A abertura da porteira da antiga Fazenda Sertaneja e do agora assentamento Barra do Lontra contou também com a presença do vice-governador de Tocantins, João Oliveira; do presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Carlos Guedes de Guedes; do superintendente do Instituto no Tocantins, Ruberval Gomes; além de outras autoridades.

Políticas Públicas Federais

Pepe Vargas destacou ainda que o Sindicato de Trabalhadores Rurais de Xambioá poderá organizar os assentados para que recebam cursos técnicos do Pronatec Campo. "Esta é outra oportunidade que vem em favor da reforma agrária", observou. O ministro ressaltou a importância da integração de políticas públicas que está destinando recursos de outros ministérios para a reforma agrária e citou como exemplos alguns programas: Minha Casa, Minha Vida, Água para Todos, Luz para Todos, PAC Equipamentos e outros.

Parceria com o estado

Para o vice-governador João Oliveira, assentar não é só colocar as famílias na terra, mas dar condições para que possam viver bem. "E isso está ocorrendo no Brasil inteiro", pontuou. Ele anunciou que o governo de Tocantins está adquirindo 230 patrulhas mecanizadas para ajudar nas atividades dos trabalhadores da reforma agrária e da agricultura familiar. "O nosso governo é parceiro no sentido de ajudar essas famílias", garantiu.

O presidente do Incra, Carlos Guedes, salientou que a reforma agrária é um dos caminhos para superação da pobreza e geração de oportunidades. Na avaliação do presidente do Instituto, as parcerias a serem desenvolvidas entre os governos estadual e municipal melhorarão as condições de vida dos assentados. Guedes anunciou que uma das primeiras políticas a chegar ao assentamento será o programa Minha Casa, Minha Vida.

Infraestrutura será prioridade

William Gomes, vice-presidente da Contag, afirmou que a criação do assentamento Barra do Lontra é estratégico para a vida dos trabalhadores e para o município de Xambioá. Já o superintendente do Incra no Tocantins, Ruberval Gomes, que é filho de Xambioá, considera que o Barra do Lontra é mais uma conquista dos trabalhadores.

"Aqui, nessa nova área incorporada ao patrimônio público da União, vamos viabilizar a produção de alimentos e construir um grande projeto de vida para todos", disse o superintendente. No assentamento, deverão ser desenvolvidos projetos de piscicultura, avicultura, suíno, apicultura e outros.

Representando os proprietários da antiga Fazenda Sertaneja, a dentista Vera Lilian Carvalho Costa disse que no passado seus pais saíram em busca de um pedaço de terra. "Esta terra é generosa e fértil. De coração aberto, a entrego para vocês, pois sei que ela representa muito para suas famílias". Para Vera Carvalho, a propriedade que se transforma em assentamento vai "desempenhar a verdadeira função da terra.”

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet