Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

Notícias / Economia

Batata, tomate e carne puxam alta de 4% na cesta básica em novembro

Da Redação - Viviane Petroli

22 Dez 2014 - 08:00

Foto: Reprodução/Internet

Batata, tomate e carne puxam alta de 4% na cesta básica em novembro
A batata, o tomate e a carne foram os principais aceleradores do custo da cesta básica em novembro no comparativo com outubro, cujo incremento ficou em 4%. Em média o mato-grossense desembolsou R$ 326,40 para a aquisição dos 13 itens considerados essenciais para a alimentação. Entre os três produtos a batata foi a que mais registrou alta na variação mensal de 42%, contudo do montante gasto com a cesta básica a carne representa 37,1% do valor.

Os dados são do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) e confirmam as projeções apresentadas no Boletim Mensal da Conjuntura Econômica de Mato Grosso, divulgado no início de novembro com dados relativos a outubro, ocasião em que se estimava alta de 3,71% na cesta básica, chegando a R$ 325 em novembro.

De acordo com o levantamento, dos R$ 326,40 gastos em média em novembro R$ 121,30 foram desembolsados aproximadamente com carne (bovina, suína e frango), valor superior aos R$ 118,30 de outubro.

Leia mais:
Cesta básica deve ficar 3,71% mais cara em novembro chegando a R$ 325 em Cuiabá
Tomate e carne contribuem para alta de 6% do preço da cesta básica em Cuiabá; É a 6ª mais cara do país

A batata, que subiu 42%, registrou um aumento de gasto de R$ 14,20 para R$ 20,20. Já o tomate de R$ 41,70 para R$ 46,80. O café e o açúcar subiram 2% cada. O mato-grossense gastou com café em média R$ 8,80 em novembro e com o açúcar R$ 4,70.

O arroz e o feijão também subiram, porém 1% cada. Em novembro R$ 12,90 foram desembolsados aproximadamente com feijão e R$ 6,50 com arroz (quilo).

O aumento da cesta básica só não foi maior, pois o leite apresentou estabilidade permanecendo na média de R$ 18,30 de custo. Além disso, a farinha apresentou recuo de 8%, o pão francês de 1%, a banana de 4% e o óleo queda de 2%. A manteiga também ficou estável.

Em relação a 2013

Ao se comparar com 2013 a cesta básica apresentou alta de 8%. Em novembro do ano passado haviam sido gastos em média R$ 302. A alta também foi puxada pela carne (+15%), batata (+12%) e pelo tomate (+46).




0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet