Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 24 de setembro de 2019

Notícias / Economia

Blairo Maggi é escolhido como relator de comissão criada para alavancar economia

Especial - André Garcia Santana

02 Set 2015 - 09:26

Foto: Jefferson Rudy / Agência Senado

Blairo Maggi é escolhido como relator de comissão criada  para alavancar economia
O senador Blairo Maggi foi escolhido como relator da Comissão Especial de Desenvolvimento Nacional (CEDN), implantada nesta terça-feira, 1º de setembro. Os examinadores analisarão projetos relacionados à saídas para a crise econômica, tanto da Câmara quanto do Senado, e os encaminharão para votação em Plenário já na próxima semana.

Leia mais:
Blairo Maggi defende concessão de rodovias para setor privado e cita Mato Grosso como exemplo

De acordo com sua assessoria, à previsão orçamentária do Governo Federal para 2016, com déficit de R$ 30 bilhões nos cofres públicos, acelerou o andamento da Agenda Brasil proposta pelo Senado Federal. O programa engloba um conjunto de medidas apresentadas pelo Senado com o objetivo de estimular a discussão de alternativas para os problemas enfrentados pela economia nacional.

Para Blairo Maggi, a própria tramitação interna do Senado dificulta a aprovação de matérias, muitas vezes, emergenciais. “Há algumas boas propostas que demoram anos até chegar no Plenário para votação e isso nos impede de avançar em questões cruciais. Ao analisarmos as propostas aqui na Comissão, se não houver consenso haverá o voto (Plenário e Câmara), esse é o processo democrático. Iremos acelerar o processo”, declarou.

O presidente do Senado, Renan Calheiros, conta que pediu "apoio incondicional" para a presidente Dilma Rousseff à Agenda Brasil. "É fundamental que haja o engajamento do Governo para que a gente possa dar efetivamente esses passos".

O vice-presidente da Comissão Especial, senador Romero Jucá, pediu aos parlamentares que encaminhem seus projetos ao relator Blairo Maggi para que na próxima semana já haja votação. “Nós necessitamos urgentemente melhorar o ambiente econômico no País, e só votando os alicerces que o constituem conseguiremos avançar nessa direção”, concluiu.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Rubens
    02 Set 2015 às 16:46

    Simples, tributa a exportação de grãos, que está a quase 20 anos sem pagar absolutamente nada ao país, enquanto todos os outros setores pagam que vai ter dinheiro. tributa em 5 por cento, dois para o Federal, 2 para o estadual e 1 para os municipios. O país não aguenta mais bancar essa galera, chega!!!

  • damiao
    02 Set 2015 às 11:35

    Levantar a economia do grupo famíliar dele...

Sitevip Internet