Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 08 de dezembro de 2021

Notícias | Agronegócio

14º CONGRESSO ABAG

Brasil tem desafio de acabar com desperdício de alimentos dentro e fora do prato

Foto: Ilustração/Reprodução/expressodabaixada.com.br

Brasil tem desafio de acabar com desperdício de alimentos dentro e fora do prato
O Brasil tem o desafio de acabar com desperdício de alimentos dentro e fora do prato. A logística brasileira, principalmente a mato-grossense, leva a carga de grãos a sofrer grandes perdas entre o trajeto das propriedades rurais até os portos. Especialistas na área econômica e do agronegócio frisam que o que gera segurança alimentar no Brasil é o investimento de tecnologias.

Leia Mais:
Produção de alimentos e energia é foco de 14º Congresso da Abag

A “Segurança Alimentar e Renda” foi tema de painel na tarde desta segunda-feira (03) no 14º Congresso Brasileiro do Agronegócio – Sustentar é Integrar, promovido pela Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), em São Paulo (SP).

Na visão de Renato Buranello, sócio do Demarest Advogados, “o desafio do Brasil não é apenas o desperdício que temos em casa e sim o logístico, visto a grande quantidades de grãos que caem dos caminhões”.

O Brasil, de acordo com especialistas, possui segurança alimentar, entretanto mal distribuída. Os especialistas frisam ainda que “Segurança Alimentar e Renda” não é igual ao Bolsa Família. “Definição de Segurança Alimentar e Renda é dar qualidade para as pessoas. O que não existe é política de governo. Não há estratégia para gerar renda à população, não há curso técnico para gerar emprego. Não há logística para levar alimento por menor custo. A produção está no Centro-Oeste e no Nordeste não tem nada. Faltam políticas para que as pessoas se qualifiquem e eduquem para gerar renda”, pontuou o deputado federal e presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Marcos Montes.

A questão da má distribuição, provocada pela logística, também foi destacada no painel pelo sócio-diretor da Agroconsult, André Pessoa. “O problema do Brasil é a distribuição. O Brasil produz uma tonelada de grãos por habitante e uma cabeça de gado por habitante. Isso não vemos em outros países. O Brasil tem segurança alimentar, porém mal distribuída”.

Agronegócio longe da crise econômica

Mesmo diante a crise econômica, altos custos de produção e incertezas com o câmbio a produção brasileira agrícola de grãos registrou novamente recordes de produção na safra 2014/2015 e tende a ver bons resultados na 2015/2016.

Conforme a Companhia Nacional do Abastecimento (Conab), o Brasil produziu 206,3 milhões de toneladas de grãos na safra 2014/2015, um aumento de 6,6% em relação as 193,6 milhões de toneladas da safra 2013/2014. Somente Mato Grosso registrou um crescimento de 4,2% de 47,7 milhões de toneladas para 49,7 milhões de toneladas de grãos.

“Em 2014 a crise econômica já existia e mesmo assim tivemos novamente safra com números recordes e a tendência é termos no próximo ciclo novos crescimentos, mesmo com alto custo de produção. O agronegócio segura o Brasil”, afirmou o coordenador do Centro de Estudo de Agronegócio da FGV-Agro, Roberto Rodrigues.


*A repórter viajou para São Paulo a convite da Associação Brasileira do Agronegócio
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet