Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 19 de junho de 2019

Notícias / Logística

Caminhoneiros em Mato Grosso manifestam contra aumento do diesel; atualizada

Da Redação - Viviane Petroli

12 Fev 2015 - 10:15

Foto: Heverton Luiz/Rádio Pioneira

Caminhoneiros em Mato Grosso manifestam contra aumento do diesel; atualizada
Caminhoneiros estão realizando, por conta própria, paralisações contra o aumento “abusivo” do óleo diesel. Diversos bloqueios em rodovias federais e estaduais estão sendo registrados pelo Brasil afora. Em Mato Grosso há relato de manifestação iniciada em Tangará da Serra desde a última segunda-feira (09) no entroncamento da MT-358 e o Anel Viário do município, nas proximidades da rotatória conhecida como "Trevo da Melancia". Em Campo Novo dos Parecis, na BR-364, cerca de 50 caminhões estão parados no anel viário da rodovia na saída para Diamantino.

Diversas manifestações estão sendo realizadas pelos motoristas no país, na semana passada houve registro de caminhões bloqueando a BR-163 em Campo Grande (MS).

De acordo com o presidente do Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens de Mato Grosso (Sindicam-MT), Roberto Pessoa, a manifestação é realizada por conta própria dos motoristas. Ele salienta que apesar de os sindicatos e associações não estarem envolvidas nas ações dos profissionais estão acompanhando a situação.

Leia mais:
Alta do diesel deve gerar custo de R$ 273,8 milhões para os produtores em Mato Grosso
Agronegócio terá R$ 260 mi de impacto com alta do diesel, aponta estudo

A maior reivindicação, ressalta o presidente do Sindicam-MT, é quanto ao aumento do óleo diesel. Levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Nacional e Biocombustíveis (ANP), revela que em Mato Grosso o litro do óleo diesel comum é encontrado por até R$ 3,33 nos postos. Entre 11 de janeiro e 07 de fevereiro o preço máximo do óleo diesel comum em Mato Grosso saltou de R$ 3,09 para R$ 3,33. Já o preço máximo do diesel S-10 encontrado no Estado de R$ 3,29 para R$ 3,49 o litro.

O óleo diesel é considerado o “vilão” do frete, visto corresponder a cerca de 75% do valor do mesmo. “Isso abarca prejuízo para o motorista e transportador e faz com que o consumidor final pague mais caro também quando vai ao supermercado, por exemplo”, diz Roberto Pessoa.

Em Mato Grosso em torno de 60% do transporte de cargas é realizado por meio das rodovias federais e estaduais.

Conforme o Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas de Mato Grosso (Sindmat), a entidade desconhece qualquer tipo de manifestação realizada por parte das empresas do ramo de transporte associadas.

Tangará da Serra tem manifesto

Segundo informações do site Rádio Pioneira, em Tangará da Serra aproximadamente 200 motoristas participam do movimento desde segunda-feira (09). O manifesto ocorre de forma pacífica e impede apenas a passagem de caminhões.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), cerca de 50 caminhões estão parados em manifestação em Campo Novo dos Parecis na BR-364, Km 800, no anel viário, saída para Diamantino. A PRF salienta que não foi indentificada nenhum liderança do movimento e não há previsão de liberação da pista.



Atualizada às 11h51

10 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • JOSE HUMBERTO FERREIRA ARANTES(MINEIRO)
    13 Fev 2015 às 15:00

    Não entendo o porque do titulo abuso. Os caminhoneiros estão lutando pelos seus direitos afinal foram eles que ajudaram a construir Mato Grosso como ele esta agora na época da colonização de nosso estado não existia grandes transportadoras e foram os caminhoneiros autônomos que trouxera mudanças de colonos de outros estados e por aqui foram ficando e fincando raízes que nós deram o direito de ser hoje o celeiro do mundo em produção de grãos em épocas passadas as grandes trending não existião e foram estes valorosos profissionais com seus caminhões trucks e tocos que transportaram a produção dos primeiros colonos e trasportão até hoje.

  • tito lampreia
    13 Fev 2015 às 12:43

    Categoria sem representatividade, mas mesmo assim foi uma das mais prestigiada por esse Gov. PTista!!! Caminhão financiadoro"procaminhoneiro" a 2,5% ao ano!!! Nem financiamento da casa própria tem os juros tão baixo assim!!! Porque não fecham os armazém que é quem comanda os fretes!!! Tem saber de quem cobrar!!! Ou vcs querem voltar a ter estrada como na época do FHC???

  • Rogerio
    13 Fev 2015 às 07:31

    É justa a manifestação dos caminhoneiros... Afinal além dos preços do Diesel que afeta custos de Frete. este repasse cai na mão do trabalhador, onde estamos sustentando os políticos que ajudaram a quebrar este País ... Fora Congresso - Redução de Congressistas e não ao direito de reeleição... Enquanto povo tem que suar ... Político só sabe ganhar $$$

  • RAFAEL
    13 Fev 2015 às 03:56

    enquanto o petróleo no exterior está em BAIXA, no Brasil está um absurdo. Um litro de óleo diesel custando mais de R$ 3,30, só de im P os T o é cobrado para cubrir o rombo da P e T robrás???

  • paulo
    12 Fev 2015 às 18:16

    o melhor protesto seria caminhões e tratores vindo de varias partes do BRASIL e entrasse todos em Brasilia e trancassem o transito, nem politico saia ou entrava de la ai sim mostrava a força e um protesto correto.

  • Ademir
    12 Fev 2015 às 17:20

    Vorta na dona Dilma e nos sugadores de dinheiro do nosso cofre, ai dai isso mesmo, muita maldade, muita corrupção, dólar quase beirando os 4,00 o real super desvalorizado, inflação em alta, aqui em MT gasosa acha a 4,85 vamos vota nos petralhas mesmos, gostamos de sofrer e pagar o dinheiro desviado em anos e anos pelos vermeinhos...

  • alcides batista filho
    12 Fev 2015 às 15:32

    Estou de pleno acordo com essa categoria, pois o transporte rodoviário é o que leva o progresso para todo o Brasil, na Bolivia e Paraguai os preços são bem mais baixo ...

  • joaoderondonopolis
    12 Fev 2015 às 13:58

    Vamos parar URGENTE Brasília e São Paulo.

  • Mari
    12 Fev 2015 às 13:49

    Estamos solidarios aos caminhoneiros do estado e de todo BRASIL, pois quem esta neste ramo de transportes a conta nao fecha no final do mes.Alias nao esta fechando conta nenhuma, a nao ser de grandes grupos que se beneficiam com creditos (politicos ),rsrsrs Vamos la populaçao vamos apoiar esta classe pois uma manifestaçao puxa a outra, se a massa popular se unir temos possibilidade de sobreviver neste Brasil aonde infelismente a mafia de politicos quebraram o Brasil !!!

  • jose a silva
    12 Fev 2015 às 10:32

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet