Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Notícias / Agricultura

Chuvas ainda são irregulares nas lavouras de Mato Grosso

Da Redação - Viviane Petroli

24 Set 2014 - 11:00

Foto: Reprodução/Internet

Chuvas ainda são irregulares nas lavouras de Mato Grosso
Mato Grosso segue registrando pancadas de chuvas isoladas. Enquanto em Sorriso e Lucas do Rio Verde choveu no último final de semana, em Sinop, Cláudia, Vera e Santa Carmem os produtores ainda aguardam as primeiras pancadas para colocar as máquinas no campo. Até a semana passada apenas 25 mil hectares de 8,8 milhões de hectares destinados a soja 2014/20415 haviam sido semeados. Novo levantamento de plantio sai na sexta-feira (26).

De acordo com as previsões da Somar Meteorologia, as chuvas devem regularizar-se em Mato Grosso ao longo do mês de outubro. Em Sinop, por exemplo, podem haver pancadas de chuva até o final de semana, contudo o nível de águas deverá ficar na casa dos 10 milímetros. A previsão para Sinop é de uma estiagem entre o dia 27 de setembro e o dia 1º de outubro.

Para Cuiabá as estimativas são de chuva até o final de semana também, vindo a chover a partir do dia 1º de outubro novamente até meados do dia 9 de outubro.

Leia também
Sem chuva, safra 14/15 de soja é lançada em MT com 0,3% da área já semeada

Nas regiões Sinop, Cláudia e Vera o plantio da safra 2014/2015 de soja ainda não começou, conforme o vice-presidente do Sindicato Rural de Sinop, Antônio Galvan. “Ainda não tivemos chuvas nestas regiões. Estamos esperando para não ter de fazer replantio mais tarde e assim não gerar mais custos, uma vez que a safra será de prejuízos, pois muitos não haviam travado os custos de produção antes de começar a safra”.

Ao contrário de Sinop, Cláudia e Vera, bem como Santa Carmem, em Lucas do Rio Verde e Sorriso a chuva “agraciou” as lavouras destinadas à soja, como revela o produtor de Lucas do Rio Verde Helmute Lawisch. “A nossa expectativa é que siga chovendo”.

Preocupação

Hoje, o clima não é apenas um dos temores dos produtores de soja em Mato Grosso. A cotação da saca, principalmente no mercado internacional, está no topo na lista de preocupações para a safra 2014/2015, revela Helmute Lawisch.

Nesta quarta-feira (24) a saca de soja no mercado futuro com entrega para janeiro de 2015 está saindo a US$ 9,47 o bushell. Já para entrega em março US$ 9,53 e em maio US$ 9,61. "De fato os preços são hoje a nossa maior preocupação", pontua Helmute Lawisch.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet