Olhar Agro & Negócios

Sábado, 24 de julho de 2021

Notícias / Agricultura

QUEDA LIVRE

Com preços no chão vendas de milho atingem 38,9% da safra

Da Redação - Viviane Petroli

13 Ago 2014 - 08:00

Foto: Reprodução/Internet

Com preços no chão vendas de milho atingem 38,9% da safra
Entre março e a primeira semana de agosto apenas 38,9% das 17,092 milhões de toneladas de milho previstas para a safra 2013/2014 foram comercializadas. No ano passado 44,6% das 22,5 milhões de toneladas do ciclo 2012/2013 estavam vendidos no Estado. A constante queda de preço da saca de 60 quilos do cereal é o principal fator. Em Sinop saca é vista a R$ 9,50.

A região Sudeste de Mato Grosso é a que mais comercializou até o momento. O volume da região vendido equivale a 43,9% das 3,322 milhões de toneladas projetadas. Já o Médio-norte, maior produtor do cereal, 38,1% de suas 8,092 milhões de toneladas foram vendidas.

Leia também
Pepro leiloará mais de 1 mi t de milho de três Estados dia 20; De MT são 900 mil t
Governo federal libera R$ 500 milhões para Pepro do milho; Atualizada

Até o dia 7 de agosto, Mato Grosso havia colhido 90,28% dos 3,219 milhões de hectares plantados na safra 2013/2014, aponta o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Nesta terça-feira (12) a saca de 60 quilos do milho em Mato Grosso era encontrada entre R$ 9,50 em Sinop e R$ 14 em Rondonópolis. A média verificada era de R$ 12, como em Campo Novo dos Parecis, Diamantino, Nova Mutum e Tangará da Serra. Em Sorriso estava cotada pela manhã a R$ 10.

"O percentual comercializado poderia ser maior caso os preços do cereal no mercado interno fossem mais atrativos. O preço médio pago pela saca do grão nas negociações do último mês foi de R$ 11,23, reduzindo o preço médio ponderado pela comercialização para R$ 13,52. Os preços baixos criaram nos produtores mato-grossenses a expectativa de que leilões viessem a ocorrer, visto que até o final de julho de 2013 já haviam sido realizados dois leilões de Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural (Pepro) para Mato Grosso, com 1,9 milhão de toneladas negociadas”, pontua o Imea em seu boletim semanal do milho divulgado na segunda-feira (11).

O Imea ressalta que há expectativa que as negociações cresçam com a autorização de novos leilões do Pepro. Na segunda-feira, como o Agro Olhar comentou, a Companhia Nacional do Abastecimento (Conab) divulgou edital para a comercialização de 1,050 milhão de toneladas de milho proveniente de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás. Somente de Mato Grosso são 900 mil toneladas.

A portaria interministerial que autoriza a realização do Pepro para a safra 2013/2014 ressalta a liberação de R$ 500 milhões de recursos do governo federal para o Pepro. A perspectiva é que o recurso atenda a uma demanda de 10 milhões de toneladas do cereal.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet