Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 23 de abril de 2024

Notícias | Economia

PETROBRAS DE NOVO

Comer fora pode ficar mais caro após reajuste de 15% no gás de cozinha

Foto: Reprodução/Internet

Comer fora pode ficar mais caro após reajuste de 15% no gás de cozinha
A Petrobras reajustou em média de 15% o preço de venda do gás GLP, mais conhecido como gás de cozinha, no granel para consumidores do comércio, indústria e condomínios residenciais. A alta pode refletir no bolso daqueles que não possuem condições de ir almoçar em casa e dependem de restaurantes e lanchonetes próximos ao trabalho, por exemplo. Segundo o setor revendedor de gás, a princípio para dezembro não há previsão de reajuste para os consumidores residenciais que utilizam o botijão de 13 quilos.

A Petrobras elevou de sexta-feira (12) para sábado (13) o preço de venda do GLP no granel, ou seja, na modalidade de consumo de comércios, indústrias e condomínios residenciais em 18% em São Paulo. Nos demais estados a média é de 15%.

Leia mais
Gás de cozinha chega a R$ 67 em Mato Grosso, aponta ANP
Gasolina chega a R$ 3,29 o litro em Cuiabá; Etanol dispara 15%

Segundo o advogado do setor de revenda de gás de cozinha em Mato Grosso, Eduardo Souza, ainda não se sabe se o quanto pode refletir este aumento no comércio, indústria e condomínios residenciais para o consumidor final. Ele salienta que por hora não há indícios de aumento de preço para o botijão de 13 quilos, utilizado nas residências. “Começou no granel e pode vir escalonado até chegar ao utilizado por nós em nossas casas. Isso pode acontecer em janeiro, porém não sabemos”.

Para os consumidores a cada novo reajuste de preço significa que é “hora de apertar mais”, como relata o vendedor Rodrigo Silva. “Após as eleições o combustível subiu duas vezes. Nos supermercados a carne bovina também subiu. Mensalidade escolar também teve reajuste. Daqui a pouco o lazer com a família estará comprometido com tantos reajustes. Como moro longe de casa não consigo ir almoçar, então dependo de restaurantes e lanchonetes próximos ao meu trabalho. O jeito com mais este aumento é sair pesquisando um lugar mais barato e a pé ainda”, pontua.

Botijão 13 quilos

De acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP), o gás de cozinha, botijão de 13 quilos, em Mato Grosso variava de R$ 45 a R$ 67 entre os dias 7 e 13 de dezembro. O preço médio no estado é de R$ 55,64
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet