Olhar Agro & Negócios

Domingo, 23 de janeiro de 2022

Notícias | Capacitação

MENOS QUALIFICAÇÃO

Corte no Sistema S causaria redução de R$ 15 mi nos repasses ao Senar-MT

Foto: Senar-MT

Corte no Sistema S causaria redução de R$ 15 mi nos repasses ao Senar-MT
O corte de 30% de recursos no Sistema S impactará também no Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). Em Mato Grosso o corte proposto pelo governo federal no Senar-MT causaria um queda de R$ 15 milhões no orçamento, reduzindo de 50 mil para 25 mil os atendimentos prestados de qualificação pela entidade no estado.

Nesta terça-feira, 29 de setembro, o presidente do Senar-MT e da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Rui Prado, reuniu-se com 11 membros da Bancada Federal de Mato Grosso em Brasília (DF). No encontro foram apresentados os impactos que o corte, anunciado há cerca de duas semanas, causaria em Mato Grosso na qualificação rural.

Leia mais:
Corte de 30% no repasse ao Sistema S fechará seis unidades em Mato Grosso, incluindo o Sesiescola

No encontro com a Bancada Federal mato-grossense Rui Prado entregou um ofício e relatórios das atividades desempenhadas pelo Senar-MT, com o objetivo de reforçar a importância de tais serviços para Mato Grosso.

Hoje, o Senar-MT está presente em 89 municípios de Mato Grosso com treinamentos e cursos de capacitação. O portfólio do Senar-MT possui 200 treinamentos, 15 programas e projetos especiais que atendem 15 cadeias produtivas. Ainda são realizados atendimentos na área social. Todos os serviços são ofertados gratuitamente.

"A partir do momento que houver esses cortes vai impactar fortemente a vida do trabalhador rural de Mato Grosso, que busca no Senar, de forma gratuita, a qualificação, a capacitação para se manter no mercado de trabalho. Vai atingir diretamente o trabalhador", destacou Rui Prado.

Sesc, Senai e Sesi

Como o Agro Olhar comentou recentemente, o corte 30% de repasses proposto pelo governo federal para o Sistema S (Sesc, Senai e Sesi, entre outras entidades) provocará em Mato Grosso o fechamento de seis unidades operacionais do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-MT) e do Serviço Social da Indústria (Sesi-MT). Como consequência será gerado um déficit de mais de 60 mil matrículas por ano, bem como causará a demissão de 41,32% do quadro funcional das unidades operacionais no Estado. No caso do Senai e Sesi o corte de repasses em 2016 pode provocar ainda a suspensão da construção de cinco novas unidades operacionais em Mato Grosso.

Além disso, causaria o fechamento de duas unidades do Sesiescola, sendo uma em Cuiabá e outra em Várzea Grande, deixando dois mil alunos sem educação básica.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet