Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 03 de abril de 2020

Notícias / Pecuária

FPA defende fim da proibição de ivermectina em rebanhos e alerta risco de contrabando

De Brasília - Vinícius Tavares

20 Jun 2014 - 16:00

Foto: Reprodução

Norma do Mapa tem objetivo de melhorar utilização do produto

Norma do Mapa tem objetivo de melhorar utilização do produto

A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) defende mudanças na instrução normativa do Ministério da Agricultura que cria novas regras para o uso do medicamento invermectina nos rebanhos bovinos que são exportados para vários mercados, entre eles os Estados Unidos.

A Instrução Normativa 12, publicada em maio passado, inclui o produto no rol dos medicamentos que têm venda controlada, ou seja, somente poderão ser comercializadas após a emissão de um receituário veterinário.

Leia também
Rebanho de MT reduz pelo 2ª ano consecutivo; 2014 prevê valorização e estabilidade dos preços
Rússia libera mais um frigorífico bovino de Mato Grosso após quase três anos de embargo

A entidade reuniu-se na semana passada com o ministro da Agricultura Neri Geller e fez um apelo para que a norma seja revogada e não prejudique o setor. De acordo com o presidente da Frente, deputado federal Luis Carlos Heinze (PP-RS), o produtor não pode abrir mão desta ferramenta.

“Nós entendemos que precisamos desta ferramenta. O pecuarista não pode abrir mão de um produto extremamente eficaz. Agora temos um problema sério, que é o da clandestinidade e do contrabando. Isso nós, entidades de parlamentares, produtores rurais e as empresas, temos de ajudar”.

Para o líder ruralista, o grande problema a ser enfrentado é a falta de fiscalização para coibir o contrabando.

“Nós temos de achar uma solução, uma forma de coibirmos também o contrabando. Temos os produtos dentro da legalidade no Brasil, e de que forma estão sendo utilizados e também saber quando poderemos fazer a vacinação para que o produtor seja consciente do produto que ele usar, que ele não pode estar abatendo dentro de determinado prazo”.

Participaram do encontro representantes da Confederação Nacional da Agricultura, da Associação dos Criadores de Mato Grosso, da Associação dos Confinadores de Gado, Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne, da Associação dos Criadores de Zebu e do Sindicato da Indústria Farmacêutica.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet