Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Notícias / Meio Ambiente

Fazendas são denunciadas por desmate em Marãiwatsédé e R$ 42 milhões são cobrados para reflorestamento

Da Redação - Viviane Petroli

20 Mai 2014 - 14:15

Foto: Wanderlei Dias Guerra/Mapa

Fazendas são denunciadas por desmate em Marãiwatsédé e R$ 42 milhões são cobrados para reflorestamento
O Ministério Público Federal (MPF), em Mato Grosso, denunciou 27 pessoas por invasão a Terra Indígena Marãiwatsédé e desmatar uma área de 10 mil hectares de vegetação nativa, bem como impedir a sua recuperação natural. Para recuperar a área, ocupada por 27 fazendas, são necessários R$ 42,3 milhões.

De acordo com o MPF-MT, os 27 denunciados constituíram fazendas dentro da área demarcada e homologada, desde 1998. A área está demarcada como território de ocupação tradicional de etnia Xavante.

Leia também
Falta de gestão federal é o maior impasse na questão da demarcação de terras

As denúncias tramitam na Justiça Federal em Barra do Garças (MT) e são assinadas pelos procuradores da República Lucas Aguilar Sette e Wilson Rocha Assis. O valor de R$ 42,3 milhões, de acordo com perícia ambiental, é uma estimativa do quanto custaria para se fazer a restauração da vegetação o mais próximo da condição original.

O MPF-MT salienta ainda que a área foi quase que totalmente desmatada pelas fazendas para o desenvolvimento de atividade agropecuária. As áreas denunciadas foram fiscalizadas pelo Ibama e multadas por desmatamento, algumas chegaram, inclusive, a ser embargadas por crime ambiental.

Das 27 propriedades três desmataram mais de 1 mil hectares, outras três entre 500 e 1 mil hectares. Outras 15 desmataram de 100 a 500 hectares e seis até seis hectares.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet