Olhar Agro & Negócios

Domingo, 19 de janeiro de 2020

Notícias / Logística

Governo anuncia concessão de mais três rodovias contemplando Mato Grosso

De Sinop - Alexandre Alves

09 Jun 2015 - 10:06

Foto: Imagem ilustrativa

Trecho deve receber R$ 6,6 bilhões em obras de pavimentação e duplicação

Trecho deve receber R$ 6,6 bilhões em obras de pavimentação e duplicação

O governo federal anunciou, nesta terça-feira (9) de manhã, o segundo ‘pacote’ de concessões de infraestrutura à iniciativa privada, que prevê a aplicação de um total de R$ 198,4 bilhões. Contemplando o agronegócio de Mato Grosso estão previstos três trechos – um ligando Sinop a Itaituba (PA), outro de Rondonópolis a Goiânia (GO) e um entre Comodoro e Porto Velho (RO). Este último para 2016 e, os dois primeiros serão leiloados ainda em 2015.

Conforme o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa, no trecho de 976 quilômetros da BR-163, partindo do entroncamento com a MT-220, em Sinop, até o Porto de Miritituba, em Itaituba (PA), a previsão é de investimento de R$ 6,6 bilhões. “O objetivo é criar um forte canal de escoamento da safra do Norte mato-grossense”, disse, durante a cerimônia de lançamento.

Outro trecho a ser concedido abrange 704 km das BR-364 e BR-060, ligando Rondonópolis a Alto Araguaia, no Sudeste de Mato Grosso, a Jataí, Rio Verde e Goiânia, em Goiás. Serão investidos R$ 4,1 bilhões com o objetivo de escoar a produção do Centro-Oeste para os portos dos arcos Norte e Sul.

O outro lote é de 806 km da BR-364, entre Comodoro (638 km de Cuiabá) e Porto Velho (RO), com duplicação e construção de terceira pista, ligando a região Oeste de Mato Grosso – que possui forte produção de grãos - até a hidrovia do rio Madeira. No total, serão colocados R$ 6,3 bilhões. Esta duplicação atenderá os produtores rurais de Sapezal, Campo Novo do Parecis, Tangará da Serra, Campos de Júlio, entre outros municípios da região.

Leia também:
Governo lança concessão de ferrovia entre Lucas do Rio Verde e Itaituba
Agronegócio perde R$ 3,8 bilhões com péssimas condições de rodovias
Ferrovia Transoceânica tem protocolo de intenções assinado por MT, AC e RO

Duas das três rodovias federais que atenderão Mato Grosso neste pacote possibilitarão o escoamento de soja e milho por meio dos portos da região Norte. Os grãos do Oeste mato-grossense levados a Porto Velho navegarão em barcaças até aos navios, no Pará ou no Amapá. Já a produção do Nortão, irá a Mititituba em bitrens e de lá em balsas a Barcarena (PA), onde haverá embarque nos navios Panamax.

Conforme o governo federal, a iniciativa privada ficará responsável por pavimentação, duplicação e manutenção de rodovias já existentes, cobrando pedágio por isso. “Estão priorizadas as parcerias que propiciem a complementação da logística de transporte em direção à saída Norte, para reduzir o custo de transporte da safra agrícola”, falou o ministro.

Além desses, o governo pretende receber ofertas para duplicação de 439 quilômetros da BR-364/GO/MG, que vai de Jataí ao entroncamento com a BR-153, em Comendador Gomes (MG), e de 493 km das BR-476/153/282/480, que vão de Lapa (PR) até a divisa SC/RS, passando por Chapecó (SC).


Atualizada ás 11h19

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • cidadão
    09 Jun 2015 às 11:48

    enquanto isso a br 070 e br 158 na região do vale do araguaia nada

Sitevip Internet