Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 28 de setembro de 2021

Notícias / Pecuária

PORTARIA CONJUNTA

Governo do Estado define regras para minimizar riscos de estomatite vesicular

Da Redação - Viviane Petroli

01 Ago 2014 - 11:52

Foto: Viviane Petroli/Agro Olhar

Governo do Estado define regras para minimizar riscos de estomatite vesicular
O Governo de Mato Grosso definiu regras em uma tentativa de diminuir os riscos de estomatite vesicular em animais no Estado. No Brasil foram confirmados 54 casos, até o início desta semana, dos quais 36 são em Mato Grosso. A portaria que define as regras é assinada em conjunto pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf-MT) e pelo Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT).

Todos os 36 casos de estomatite vesicular em Mato Grosso foram constatados em seis propriedades em Castanheira, contudo o Indea-MT interditou mais cerca de 200 propriedades para evitar a análise e evitar a proliferação da doença que é viral.

Leia também
MT-170 é bloqueada após Indea interditar 219 propriedades em Castanheira; Veja fotos
Além de MT, mais três Estados registram estomatite vesicular; São 54 casos já

Conforme a Portaria Conjunta Sedraf/Indea nº 004/2014, publicada no Diário Oficial do Estado, entre as regras estão desde a proibição do transporte de animais dentro e fora do Estado, emissão de documentos, proibição da aglomeração de animais em município atingido, entre outras.

A participação em eventos, como prova de laço, leilões e torneios leiteiros, por exemplo, também está proibida, segundo o artigo 14 da portaria.

A portaria conjunta considera como área de maior risco a composta pelas cidades de Juína, Aripuanã e Juruena.

A suspeita da estomatite vesicular em Mato Grosso surgiu no dia 20 de junho e teve sua confirmação divulgada no dia 21 de julho pelo Indea-MT. O primeiro caso registrado da doença no Estado foi em um muar, seguido de um bovino, que estava na mesma propriedade, logo em seguida.

Nos dias 28 e 29 de julho cerca de 300 produtores rurais chegaram a bloquear por 48 horas a MT-170, entre Castanheira e Juína, exigindo explicações e respostas quanto às interdições e a real situação da doença no Estado.

A doença em Castanheira atingiu bovinos, muares, eqüinos e até suínos, segundo relatos ao Agro Olhar.

Confira aqui a Portaria Conjunta Sedraf/Indea nº 004/2014.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet