Olhar Agro & Negócios

Sábado, 17 de agosto de 2019

Notícias / Agricultura

Indea pede ao Mapa para fazer controle de qualidade das sementes

Da Redação - Viviane Petroli

13 Fev 2015 - 16:27

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Indea pede ao Mapa para fazer controle de qualidade das sementes
O governo de Mato Grosso e o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea) solicitaram ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para que a autarquia realizasse o controle de qualidade das sementes no Estado. Hoje, cerca de 20% das sementes em um saco de 60 quilos corre o risco de não germinar. Produtores mato-grossenses possuem um laboratório do Indea à disposição para análise da qualidade.

O anunciou foi feito na tarde desta sexta-feira (13), durante explicações sobre Instrução Normativa (IN) Conjunta nº 01/2015 que eleva, novamente, para 138 dias a vigência do vazio sanitário da soja. O período proibitivo da existência de plantas de soja nas áreas rurais e urbanas passa a ser de 1º de maio a 15 de setembro. A IN é assinada Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Secretaria de Agricultura Familiar (Seaf) e do Instituto de Defesa Agropecuária (Indea-MT).

Leia mais:
Vazio sanitário será de 138 dias em Mato Grosso; Plantio de soja safrinha está proibido
Alteração do vazio sanitário deverá impactar na produção de sementes de soja

Conforme o vice-governador de Mato Grosso, Carlos Fávaro, o governo entende que o Estado tem de ter critérios técnicos. “Tomamos o cuidado para detalhar a Instrução Normativa para manter Mato Grosso sempre na vanguarda”, pontuou.

A expansão do vazio sanitário de 90 para 138 dias de vazio sanitário é apenas uma ação dentro de uma estratégia que o governo de Mato Grosso está estabelecendo. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Seneri Paludo, a Instrução Normativa visa à inibição da ferrugem asiática e outras questões fitossanitárias. Ele explica que o produto que já semeou soja 2ª safra para fazer sementes terá até o dia 1º de junho para colher esta produção.

“O produtor que tem o direito adquirido de fazer uma 2ª safra de soja para sementes seguirá com esse direito até o dia 1º de junho. Após isso, passa a ficar proibida a existência de plantas”, declara Seneri. Segundo o secretário, foi criado ainda um controle “rígido” de fiscalização do manejo da soja entre 15 e 30 de setembro nas propriedades de Mato Grosso que optarem iniciar o plantio durante este período. “Se o Indea consegue fiscalizar as propriedades de gado durante o período de vacinação da febre aftosa consegue também averiguar as lavouras de soja. Também será criado no Indea um 0800 para que se possa comunicar o órgão em caso de descumprimento com a Instrução Normativa”.

Qualidade de sementes

Hoje, um dos maiores problemas em Mato Grosso é quanto à qualidade das sementes utilizadas pelos produtores. Cerca de 20% de uma saca de semente possui o risco de não germinar.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico e o presidente do Indea, Guilherme Nolasco, já foi solicitado ao Ministério da Agricultura que este passe para o Indea a permissão de fiscalização das sementes em Mato Grosso. Os dois salientam que em breve o governo de Mato Grosso deverá receber uma reposta.

“Temos no Indea, em Cuiabá, um laboratório à disposição dos produtores para que possam efetuar análises das sementes que estão comprando. É uma forma de mantermos a qualidade destas sementes e de nossa produção”, declarou Nolasco.

Multas

A multa para os produtores que forem pegos com plantas de soja em suas propriedades entre os dias 1º de maio e 15 de setembro, revela o presidente do Indea, será de 30 Unidades Padrão Fiscal (UPF) para o produtor mais 2 UPFs por hectare encontrado com a oleaginosa. Hoje, a UPF equivale a R$ 108,98.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Paulo Roberto Sabão
    15 Fev 2015 às 09:51

    Alô governador...!! queremos também esse uniforme,que eles estão usando.

Sitevip Internet