Olhar Agro & Negócios

Segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Notícias / Política

MT Gás e Metamat podem ser extintas; Permanências são avaliadas

Da Redação - Viviane Petroli

21 Jan 2015 - 08:00

Foto: Lenine Martins/ Secom-MT

MT Gás e Metamat podem ser extintas; Permanências são avaliadas
A Companhia Mato-grossense de Gás (MT Gás) e a Companhia Mato-grossense de Mineração (Metamat) podem ser extintas. Um grupo de trabalho foi criado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec-MT) para cada autarquia para avaliar a viabilidade de permanência de cada uma, assim como da Agência de Fomento do Estado de Mato Grosso S.A (MT Fomento). As portarias que criam os grupos de estudos foram publicadas no Diário Oficial da União, com data de 19 de janeiro.

A possível extinção do MT Gás e da Metamat é um dos pontos de avaliação que constam no "Contrato dos 100 primeiros dias de Governo", assinados entre o governador Pedro Taques e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Seneri Paludo, no dia 02 de novembro.

Leia mais:
Nova política de incentivos fiscais deverá ser apresentada em janeiro, aponta Contrato de Gestão
Incentivos fiscais concedidos para empresas são alvo de pente-fino em Mato Grosso

O grupo de trabalho da MT Gás, conforme publicação no Diário Oficial do Estado, será formado por três membros da Sedec-MT e da Companhia. Os trabalhos terão 60 dias para serem concluídos.

Para a avaliação da Metamat também será três membros da Secretaria e três da Companhia com prazo de 60 dias para conclusão dos trabalhos, bem como para o MT fomento também.

Confira aqui o Contrato de Gestão para os 100 primeiros dias de governo Pedro Taques com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Bruno
    26 Jan 2015 às 14:00

    Acredito ser muito necessário realmente uma análise sobre essas empresas públicas, visto que nunca vi a ação da MTGás na dianteira da iniciativa de divulgação, incentivo e mobilização em prol do avanço do uso do gás natural no estado. No Mato Grosso do Sul, há muito mais incentivo e uso do gás do que aqui em nosso estado. Acho que deve ser passado para iniciativa provada, ou remodelar completamente esses órgãos públicos, são só cabides de emprego.

Sitevip Internet